Ocorreu um erro na requisição, tente executar a operação novamente.

Marcus Aguiar, 3º - Policial Penal (SAP SC)

Já conhece a história de sucesso de Marcus Aguiar? Veja mais depoimentos de alunos do TEC!

1) Quais são as suas aprovações (cargos e colocação)?

 

Eu fiz o concurso para Agente de Correios em 2011, quando tinha 18 anos, e fui aprovado em 3º lugar, onde trabalhei até 2013.

 

Em 2012, fiz o concurso para Sargento da Força Aérea Brasileira e fui aprovado em 38º, onde trabalhei de 2013 a 2020.

 

Em 2019, fui aprovado em 3° lugar para o cargo de Policial Penal de Santa Catarina.

 

2) Qual sua formação e por que decidiu estudar para concursos? Fique à vontade para nos falar de sua história.

 

Sou formado na Escola de Especialistas de Aeronáutica na área de material bélico e tenho nível superior em Gestão Pública.

 

Decidi estudar para concursos desde quando cursava o ensino médio e, como todo adolescente, queria logo minha independência financeira. Portanto, ao terminar o ensino médio comecei a me preparar para concursos desse nível de escolaridade. Passei nos Correios, mas buscava um concurso que fosse melhor remunerado. Tomei posse lá porque seria uma forma de ter dinheiro suficiente para bancar meus gastos mensais (inclusive cursinho). Então, como ainda estava cursando o nível superior, busquei outra carreira de nível médio que pagasse melhor que a minha atual. Dessa forma, comecei a me preparar para a prova da EEAR (Sargento da Aeronáutica). Fui aprovado e já estava há 6 anos na FAB quando minha esposa foi nomeada para o Deinfra/SC. Como eu era militar, pleiteei a transferência para a Base Aérea de Florianópolis, mas não consegui porque não havia vaga para exercer minha função lá. Assim, após o indeferimento da minha solicitação de transferência, busquei na internet quais concursos de nível superior estavam na iminência de abrir para Santa Catarina.
 

Entre as oportunidades que encontrei, escolhi o concurso para a Polícia Penal por dois motivos: grande quantidade de vagas e a importância dessa função para a sociedade, inclusive com o sistema prisional catarinense sendo modelo de gestão para o Brasil.

 

3) Há quanto tempo estuda para concursos? Quantas horas por dia você estudava?

Estudei cerca de 3 meses especificamente para a prova de Policial Penal. Durante minha preparação para esse concurso, estudava cerca de 10 horas por dia, pois eu tinha pouco tempo para abarcar todo o edital nos meus estudos.

 

4) Qual a importância da resolução de questões na sua preparação? Como o Tec te ajudou nessa tarefa?

 

A resolução de questões eu julgo ter sido a etapa mais importante da minha preparação, pois foi onde consegui aplicar todas as teorias estudadas e medir meu desempenho, identificando quais pontos deveriam ser melhorados, além de conseguir revisar todo o conteúdo estudado a partir da resolução das questões de assuntos que eu havia estudado no início da preparação. Além disso, o Tec Concursos foi fundamental para otimizar minha confiança, pois à medida em que eu ía aumentando meu desempenho nas questões, eu sentia que estava ficando totalmente preparado para a prova. As ferramentas de medição de desempenho do site praticamente nortearam minha abordagem na reta final, onde eu precisava reduzir os erros específicos em determinados assuntos.

 

5) Recado aos demais concurseiros e considerações finais.

 

Embora o caminho seja árduo, ele não durará para sempre. Se realmente você almeja a aprovação, só pare de estudar quando consegui-la. A recompensa é muito gratificante. Não tem sensação melhor do que saber que você deu orgulho a quem te ama. E você só conseguirá alcançar isso se você der o melhor de si. Aquilo que merece ser feito, merece ser bem feito!

Deixe seu comentário: