Ocorreu um erro na requisição, tente executar a operação novamente.

Fábio Roberto Pláudio Simas Pontes, 3º e 10º - Agente Fiscal e Auxiliar Administrativo - Macrorregião 4 (CRO SP)

Já conhece a história de sucesso de Fábio Roberto Pláudio Simas Pontes? Veja mais depoimentos de alunos do TEC!

1) Quais são as suas aprovações ?
 
Fui aprovado em 3º lugar para Agente Fiscal e 10º para Auxiliar Administrativo (Macrorregião 4);


2) Qual sua formação e por que decidiu estudar para concursos? Fique à vontade para nos falar de sua história.
 
Atualmente estou no 3º período do curso tecnólogo de Gestão Pública (estava fazendo Ciências Contábeis, mas decidi modificar por causa dos concursos da PF/PRF/PCDF).


3) Há quanto tempo estuda para concursos? Quantas horas por dia você estudava? 

 

Bem, eu já me “aventurei” no mundo dos concursos em 2011, quando estudei para o Banco do Brasil e a Caixa Econômica, não classifiquei para nenhuma das duas provas, mas passei nos Correios, que teve a prova aplicada um pouco depois (junho/2011), fiquei por lá por bastante tempo, cheguei a tentar alguns concursos depois, mas sem o mesmo preparo que tive em 2011, em 2018, vendo que a possibilidade de melhorar minha situação nos correios, decidir cair de cabeça no mundo dos concursos, desde então eu acumulava aprovações e não-classificações (TRT-1, TRT-2, TRT-15, MPU, CRO-RS, TRF3, TJ CE, TJ AM, TJ RS), até 2019, quando fui aprovado na 17ª colocação para Agente Administrativo Itinerante do CREMERJ, a homologação do concurso do CREMERJ de 2019 saiu dia 08/01/2020, porém, com a pandemia que nos assola, não houve muitas contratações (até hoje).

O edital do concurso do CRO-SP saiu no dia 12/02/2020, quando eu estava aguardando uma possível contratação do CREMERJ, como eu já tinha estudado para um concurso de conselho de odontologia antes (CRO-RS), decidi realizar a prova para os dois cargos, então deixei de lado outros concursos (como o concurso da Câmara de Bragança Paulista, que teve provas aplicadas no dia 01/03/2020) e fiquei estudando somente para o CRO-SP, mas, no dia 19/03, adiaram a data de aplicação das provas, que estavam previstas para o dia 05/04/2020, desde então fiquei esperando a nova data, olhando sites de notícias de concursos, jornais, redes sociais , etc… procurando “uma luz no fim do túnel” até que, no dia 29/09, houve uma retificação no edital do CRO-SP que incluía medidas de proteção para evitar a infecção do novo coronavírus, com essa notícia voltei a estudar com afinco para o CRO-SP, no dia 24/11/2020 saiu a data da prova: 13/12/2020.

 

Com a data da prova “corri” para reservar hospedagem e passagens de ônibus (moro no Rio de Janeiro capital, fiz as provas em São José dos Campos), graças a Deus consegui uma hospedagem BBB (Boa, Bonita e Barata) de fácil acesso ao local da prova e da rodoviária,e tudo deu certo, tudo mesmo!


4) Qual a importância da resolução de questões na sua preparação? Como o Tec te ajudou nessa tarefa? 

 

Como eu trabalho e realizava estágio não obrigatório, eu tinha somente o período da noite para estudar, de segunda a sexta, procurava estudar 3 horas por dia, utilizando a Técnica Pomodoro (25m-5m), fazendo MUITAS questões (fiz cerca de 5mil questões entre janeiro/2020 a dezembro/2020, creio que se a prova tivesse sido aplicada na data prevista, eu poderia ter realizado cerca de 2 mil questões em dois meses, o período que não houve concursos me desanimou muito), como não tinha prova discursiva para os dois cargos de ensino médio, abracei o TEC concursos, baixei o material específico referente aos conselhos federal/regionais de odontologia para leitura (muitas questões sobre CRO/CFO foram copia e cola das leis), e caí dentro nas questões, inicialmente minha taxa de acertos era de aproximadamente 65% (as piores matérias eram Língua Portuguesa e Legislação específica CRO/CFO), todavia, depois de fazer muitas questões, analisar meus erros e fazer a leitura das teorias que o TEC disponibiliza, consegui melhorar minha taxa de acertos para aproximadamente 80%, que garantiu minha aprovação nos dois cargos do CRO-SP.


5) Recado aos demais concurseiros e considerações finais. 

 

A determinação e os sacrifícios que fazemos para sermos aprovados em um concurso vale a pena, a satisfação que tive quando olhei meu nome na 3ª colocação foi uma sensação maravilhosa, acho que só “perde” para o dia que me casei, e espero sentir assim de novo quando for contratado pelo CRO-SP, e em próximas provas para concursos! Não desistam nunca! Nós temos que estudar ATÉ SER CONTRATADO/NOMEADO, não ATÉ PASSAR!

Deixe seu comentário: