Um pouco do que aprendi com o Prof Pier

por Vítor Menezes em 09/03/2017
Já mencionei o professor Píer em inúmeros outros artigos e vídeos aqui no site, e hoje vou falar um pouco mais sobre ele.
 
Se eu tivesse que destacar um e apenas um dos diversos ensinamentos dele, seria este: o segredo dos estudos é estudar pouco, mas todo dia.
 
Pense da seguinte forma. Você acaba de estudar algo novo, e esta informação terá que ser incorporada em seu cérebro. Para tanto, novas conexões, novas redes neurais são formadas. Não sei se a expressão exata é essa mesmo, mas deu para entender a ideia, né?
 
Bem, ao final do processo, você concorda que seu corpo não é mais o mesmo de antes? Pois você tem agora conexões que não existiam anteriormente. Ou seja, aprender exige uma mudança física!
 
Agora, imagine que fosse possível aprendermos uma infinidade de coisas novas todos os dias. A quantidade de mudanças necessárias em nosso corpo seria enorme. Teríamos uma alteração drástica de um dia para o outro. A chance de ficarmos "loucos" seria grande.
 
Por uma questão de estabilidade, só conseguimos mudar nossa cabeça de pouquinho em pouquinho. Nem adianta tentar ler um monte de informações novas todo dia - a maior parte daquilo será simplesmente "jogado fora". E é por isso que temos a regra dada no começo deste texto: é devagar e sempre. Estude pouco, mas estude todo dia.
 
O impacto que isso tem na nossa vida é enorme. Primeiro, não adianta você querer deixar acumular um monte de estudo para as vésperas da prova. Não vai dar certo. Você até pode conseguir decorar tudo, descarregar na prova, e tirar seu dez. Mas no dia seguinte à prova, pronto, você já terá esquecido tudo, não terá aprendido nada de verdade. Talvez isso "funcionasse" na época da escola, ou da faculdade, em que a cada semestre era cobrada apenas a matéria do próprio semestre. O aluno finge que aprende, o professor finge que ensina, o boletim tem só nota azul, e tudo certo - aprovado. Em concurso público já não funciona mais.... A quantidade de matéria é gigantesca, inviável querer "estudar de véspera" [1].
 
Do ensinamento do Professor Píer decorre ainda um segundo resultado bem interessante: cada dia que você deixa de estudar algo novo é um dia jogado fora que nunca mais volta. Depois que eu fiquei sabendo disso, iniciei um esforço para aprender algo novo todos os dias. Atualmente já não presto mais concursos, mas a leitura e o estudo permanecem. Neste exato momento estou atacando de "A Nova Era e a Revolução Cultural" do Olavo de Carvalho, livro simplesmente maravilhoso. E em paralelo estou iniciando a "Gramática Latina", do Napoleão Mendes de Almeida. Fantástico também. Já fica aí a recomendação para depois que você tiver passado no seu concurso e for estudar outras coisas.
 
Mas deixemos de lado Olavo, Napoleão e companhia e voltemos ao Professor Píer.
 
Eu só fui conhecer sua obra em 2016. E quando li....foi sensacional!!!! Pois muita coisa que eu havia feito na minha preparação, baseado em prática, tentativa e erro, muita coisa passou a fazer sentido.
 
É exatamente esse o assunto tratado no vídeo abaixo. Vou deixar dois links - o do vídeo original, postado no youtube, onde já temos alguma discussão construtiva, e o vídeo mais recente, postado no vímeo, com um áudio um pouco mais alto para aqueles que reclamaram de o som original estar muito baixo.
 
Espero que seja útil.
 
Abraços!

 
 
 
Para quem preferir, link do youtube: https://youtu.be/09TpEgA3K3w
 
 
Links para outros artigos com dicas de estudos:
 
 
 
 
 
 
[1] Observação: não confundir o "estudar de véspera" com priorização de assuntos no período entre edital e prova. O primeiro item é um problema, deve ser evitado. O segundo é apenas uma forma de melhorar o aproveitamento de tempo no curto período entre edital e prova, como já falamos neste artigo aqui. Fazendo uma analogia com uma frase do Padre Paulo Ricardo, é a diferença entre varrer a casa enquanto reza o terço (errado! o seu objetivo inicial era rezar, e você está deturpando o momento inserindo outra atividade) e rezar o terço enquanto varre a casa (tudo bem, pois aqui o objetivo é varrer a casa. Depois você vai rezar "pra valer" no momento adequado, está só querendo aproveitar melhor o tempo de varrida).
Deixe seu comentário:
Ocorreu um erro na requisição, tente executar a operação novamente.