Tópicos Importantes para Prova do MPU 2013 - Parte III

por Henrique C. Branco em 15/05/2013
Olá, pessoal.
 
O Tópico desta quarta-feira versará sobre PONTUAÇÃO. Tema este, também, relevante em provas do Cespe/Unb. 
                        Um grande abraço, 
                        Prof. Henrique Castelo Branco.
 
 
TEMA 3:    PONTUAÇÃO
 
 
(CESPE/Unb 2013 – CNJ – Técnico Administrativo)
          Em 2012, o CNJ promoveu, em parcerias com órgãos do Executivo e do Judiciário, campanhas importantes para promover o bem-estar do cidadão, como a da aplicação da Lei Maria da Penha no âmbito dos tribunais; a do reconhecimento da paternidade voluntária; a do fortalecimento da ideia de conciliação no Judiciário; e a de valorização da vida.
01 - Prejudica-se a correção gramatical do período ao se substituir os sinais de ponto e vírgula por vírgulas no trecho “como a da aplicação da Lei Maria da Penha (...) a de valorização da vida”.
 
           A substituição do ponto e vírgula pela vírgula não prejudica a correção gramatical do texto, pois usa-se vírgula para separar termos coordenados em uma enumeração conforme determina a norma culta da língua, podendo, em certos casos, utilizar o ponto e vírgula num trecho longo, em que já existam vírgulas, para enunciar pausa mais forte. Vale ressaltar que essas frases explicam de forma enumerativa todas as campanhas importantes para o bem-estar do cidadão (a campanha da aplicação da Lei Maria da Penha no âmbito dos tribunais, a campanha do reconhecimento de paternidade voluntária, a campanha do fortalecimento da ideia de conciliação no Judiciário, e a campanha de valorização da vida).
 
 
 
(CESPE/Unb 2013 – CNJ – Técnico Administrativo)
               Em 2012, o CNJ promoveu, em parcerias com órgãos do Executivo e do Judiciário, campanhas importantes para promover o bem-estar do cidadão, como a da aplicação da Lei Maria da Penha no âmbito dos tribunais; a do reconhecimento da paternidade voluntária; a do fortalecimento da ideia de conciliação no Judiciário; e a de valorização da vida.
02 - Na linha 1, vírgula logo após “2012” poderia ser suprimida, sem prejuízo para a correção gramatical do texto, uma vez que a expressão “Em 2012” classifica-se como um adjunto adverbial de pequena extensão.
  
              A supressão da vírgula após a expressão "Em 2012" preserva a correção gramatical, visto que temos um adjunto adverbial de tempo de curta extensão deslocado na frase. Aliás, sendo o adjunto adverbial de pouca longura, expresso, por exemplo, por um simples advérbio, pode dispensar-se a vírgula, ainda que ele venha deslocado, conforme determina Rocha Lima em sua gramática normativa.
 
 
 
(CESPE/Unb 2013 – CNJ – Técnico Administrativo)
               (…) Jogadores de futebol de diversos times entraram em campo em prol do programa “Pai Presente”, nos jogos do Campeonato Nacional em apoio à campanha que visa reduzir o número de pessoas que não possuem o nome do pai em sua certidão de nascimento.
03 - A oração subordinada “que não possuem o nome do pai em sua certidão de nascimento” não é antecedida por vírgula porque tem natureza restritiva.
 
              As orações subordinadas adjetivas, que valem por adjetivos, funcionam como adjunto adnominal. Na trama do período, subordinam-se, portanto, a qualquer termo da oração anterior cujo núcleo seja substantivo, ou equivalente de um substantivo. Tais orações, quando desenvolvidas, são encetadas pelos pronomes relativos que, o qual (com suas flexões), quem, cujo (com suas flexões), quanto (com suas flexões); ou pelos advérbios relativos onde, quando e como - por intermédio dos quais de prendem a um substantivo, ou pronome, da oração anterior. Esse substantivo, ou pronome, cuja significação o relativo reproduz, chama-se - antecedente. As orações adjetivas podem ser classificadas em: restritivas e explicativas. A restritiva tem por objetivo delimitar o antecedente, com o qual forma um todo significativo; em razão disso, não pode ser suprimida, sob a pena de a oração principal ficar prejudicada em sua compreensão. Já a oração explicativa é o termo adicional, que encerra simples esclarecimento ou pormenor do antecedente - não indispensável para a compreensão do conjunto.  Destaca-se, ainda, que nas orações explicativas é de regra separá-las por vírgulas (ou travessões). Portanto, analisando o trecho do texto, percebemos que a oração em destaque "...o número de pessoas que não possuem o nome do pai em sua certidão de nascimento." não pode ser suprimida, visto que é relevante para a delimitação do termo antecedente "pessoas", pois confere um todo signifcativo ao período do texto.
 
 
 
(CESPE/Unb 2013 – CNJ – Técnico Administrativo)
               No total, foram 16.227.736 páginas acessadas, o que representa um aumento de 244,59% em relação ao número obtido em janeiro de 2012, que foi de 4.709.335 páginas acessadas. Outro indicador importante, o número de visitantes únicos, obteve um significativo crescimento no período: 80,13%. Foram registrados 196.657 visitantes únicos em janeiro de 2012, contra 354.248, em novembro do mesmo ano. Pelo critério de ‘visitantes únicos’, acessos diversos feitos por um mesmo visitante são contabilizados apenas uma vez.
04 - O trecho “o número de visitantes únicos” está entre vírgulas porque se classifica como aposto explicativo.
 
 
Analisando sintaticamente a oração, temos:
 
"Outro indicador importante" - classificado como sujeito da oração;
 
"o número de visitantes únicos" - classificado como aposto explicativo, pois é um termo de natureza nominal que acompanha um substantivo ou pronome, a título de individualização ou esclarecimento. Destaca-se, ainda, que o aposto explicativo poderá vir separado da oração por vírgulas, travessões ou parênteses em virtude de ser elemento acessório da oração;
 
"obteve" - classificado como verbo transitivo direto;
 
"um significativo crescimento" - classificado como complemento direto.
 
Logo, item correto.
 
 
 
(CESPE/Unb 2013 – CNJ – Técnico Administrativo)
                 Em 2012, o CNJ promoveu, em parcerias com órgãos do Executivo e do Judiciário, campanhas importantes para promover o bem-estar do cidadão, como a da aplicação da Lei Maria da Penha no âmbito dos tribunais; a do reconhecimento da paternidade voluntária; a do fortalecimento da ideia de conciliação no Judiciário; e a de valorização da vida.
05 - O trecho “em parcerias com órgãos do Executivo e do Judiciário” está entre vírgulas porque exerce função de adjunto adverbial intercalado na oração principal, estando deslocado em relação à ordem direta.
 
 
                 Analisando sintaticamente o período, temos: a expressão "o CNJ" que desempenha função de sujeito, "promover" é classificado como verbo transitivo direto, "campanhas importantes...cidadão" é classificado como objeto direto e "como a aplicação... da vida" é classificado como aposto explicativo-enumerativo.
 
Vale destacar que a ordem direta de uma frase é constituída de: Sujeito + Verbo + Complemento + Adjunto adverbial.
 
Entretanto, o adjunto adverbial "em parcerias com órgãos do Executivo e do Judiciário" deveria estar no fim da frase que seria o seu lugar correto na ordem direta da oração, porém encontra-se entre o verbo "promover" e seu complemento "campanhas...cidadão". O que gera uma intercalação da oração principal e, por isso, vírgula obrigatória.
 
 
Deixe seu comentário:
Ocorreu um erro na requisição, tente executar a operação novamente.