Texto e Tradução - CESPE 2013

por Ena Glaucia em 16/11/2013
Olá pessoal,
 
Anuncio o lançamento do novo curso regular de Inglês no site do Estratégia Concursos. O curso é composto de vários textos e questões  comentadas das bancas ESAF, FCC, CESPE, CETRO, CESGRANRIO e FGV. Além disso, teoria gramatical pertinente a concursos. Além das aulas escritas, você tem um bônus de 15 horas aulas em vídeo. Dê uma olhada na aula demonstrativa. Segue o link abaixo:
 
http://www.estrategiaconcursos.com.br/cursosPorMateria/ingles-23/
 
Trago hoje pra vocês um texto e tradução para todas asas áreas. Esse texto foi aplicado em uma prova do CESPE esse ano.
 
School Wi-Fi ‘not fit for 21st Century learning’
 
Pupils in England are at risk of missing out because their schools do not have good enough Wi-Fi. Schools need fully accessible Wi-Fi if they are to embrace digital learning in all subjects, argues Valerie Thompson of the E-Learning Foundation. But only a quarter of schools achieve this, suggests the British Educational Suppliers Association ( BESA ). “It's vital to a 21st Century learning environment,” said Ms Thompson.
 
Wi-Fi da Escola "não adequada para o aprendizado do século 21 “
 
Alunos na Inglaterra, estão em risco de não serem aprovados, porque suas escolas não têm Wi-Fi gratuita boa o suficiente. As escolas precisam de Wi-Fi totalmente acessível  para que possam abraçar a aprendizagem digital de todas as disciplinas, afirma Valerie Thompson da Fundação E-Learning. Mas somente um quarto das escolas alcançam este objetivo, sugere a Associação de Fornecedores da Educação britânica (BESA). "É vital para um ambiente de aprendizagem do século 21", disse a Sra. Thompson.
 
The data comes from surveys of a representative panel of some 600 state schools across England, carried out by market research company  C3  Education  for  BESA.  Of  250 secondary schools, about 22% said they had Wi-Fi in most or all classrooms, 39% had it in some classrooms, leaving 39% with Wi-Fi in only a few or no classrooms. Of 350 primary schools about 28% had Wi-Fi in most or all classrooms, 22% had it in some classrooms, leaving half of all schools with Wi-Fi in only a few or no classrooms. Ms Thompson argues that good wireless networks are essential if schools are to use digital technology to its full potential to transform education.
 
Os dados provêm de estudos de um comitê representativo de cerca de 600 escolas estaduais em toda a Inglaterra, realizado pela empresa de pesquisa de mercado  C3 Educação para a BESA. De 250 escolas secundárias, cerca de 22% disseram que tinham Wi-Fi na maioria ou em todas as salas de aula, 39% tinham em algumas salas de aula, deixando 39% com Wi-Fi em apenas algumas ou nenhuma salas de aula. De 350 escolas primárias cerca de 28% tiveram acesso Wi-Fi em mais ou  todas as salas de aula, 22% o tiveram em algumas salas de aula, deixando metade de todas as escolas com acesso Wi-Fi em apenas algumas ou nenhuma sala de aula. Sra. Thompson argumenta que boas redes sem fio são essenciais se as escolas  utilizam a tecnologia digital para o seu pleno potencial em transformar a educação.
 
She says that the technology, along with informed and enthusiastic teachers, could give pupils the freedom to learn “in the sports hall, the playground or over lunch”. The government has already taken steps to update the teaching of computing in English schools. Education Secretary Michael Gove has said he wants children to learn basic computer code in primary school and to be able to create basic animations and simple websites by the age of 11. But Professor Sean Larner, from the Education Department of Oxford University, says that coding is only part of what could be done once “robust Wi-Fi networks” allow schools to detach digital technology from the IT suite. Pupils use them to download assignments, carry out research and ask questions of teachers, fellow pupils and even subject experts from outside school — but without adequate Wi-Fi the use of these devices is limited, says Dr Larner.
Internet: <www.bbc.co.uk> ( adapted ).
 
Ela diz que a tecnologia, juntamente com professores entusiastas e informados, poderia dar aos alunos a liberdade de aprender "no
o ginásio de esportes, parque infantil ou durante o almoço ". O governo já tomou medidas para atualizar ensino da informática nas escolas inglesas. O Secretário da Educação Michael Gove disse que quer que as crianças aprendam básica código de computador na escola primária e de ser capaz de criar animações básicas e sites simples aos 11 anos de idade. Mas o professor Sean Larner, do Departamento de Educação da Universidade de Oxford, diz que a codificação é apenas uma parte do que poderia ser feito uma vez que "redes Wi-Fi robustas" permitam as escolas separar a tecnologia digital da suíte de TI. Alunos as usam para baixar atribuições, realizar pesquisa e fazer perguntas de professores, alunos, colegas e até mesmo especialistas no assunto de fora da escola - mas sem  a adequada Wi-Fi à utilização destes dispositivos é limitada, diz o Dr. Larner.
Internet: <www.bbc.co.uk> (adaptado).
 
Abraços e bons estudos,
 
Ena Smith
enaglaucia@estrategiaconcursos.com.br
 
Deixe seu comentário:
Ocorreu um erro na requisição, tente executar a operação novamente.