STJ 2018 - Prova de Português comentada (Técnico)

por Denise Carneiro em 16/04/2018
Tudo bem, meus queridos?
 
Estou na área para comentar a prova de Técnico do STJ 2018, vamos lá? 
 
QUESTÃO 1:  Depreende-se do texto que o debate acerca da justiça organiza-se em torno de parâmetros básicos, mas que não há consenso quanto ao conceito de justiça e às formas concretas para alcançá-la entre filósofos e cientistas políticos do século XX.
CORRETA. Gente, este item estava tranquilo. O autor fala diretamente que o debate sobre a justiça e as formas concretas de alcançá-la se organiza em torno de três prinicipais ideias (parâmetros básicos) e, mais à frente, afirma que os autores divergem entre si, incluisve apresentado opiniões de três estudiosos da área: Amartya Sen, Rawls e Habermas. 
 
Vejamos: "O debate se enquadra em torno de três principais ideias: bem-estar; liberdade e desenvolvimento; e promoção de formas democráticas de participação. Autores importantes do campo da ciência política e da filosofia política e moral se debruçaram intensamente em torno dessa questão ao longo do século XX, e chegaram a conclusões diversas uns dos outros."
 
QUESTÃO 2:  Para o autor do texto, uma correta definição do termo justiça e a compreensão de sua manifestação social são imprescindíveis para que se possam traçar soluções adequadas a cada tipo de sociedade. 
INCORRETA. Não há nada no texto que torne este item verdadeiro. O autor fala sobre o debate promovido, desde o século XIX,  acerca da justiça e das formas concretas de alcançá-la , cita as divergências dos estudiosos, mas, em momento nenhum, afirma que para traçar soluções adequedas é necessário uma correta definição do termo justiça e a compreensão de sua manifestação social. Isto extrapola totalmente o texto!!
 
QUESTÃO 3: Os autores mencionados no segundo parágrafo apresentam ideias contrárias acerca da noção de injustiça: Amartya Sen a relaciona à liberdade na sociedade; Rawls entende injustiça como uma questão de contratos civis; e Habermas, como uma manifestação linguística e de ação coletiva. (grifos da professora)
INCORRETA. Gente, vamos ver o que diz o texto: "Para Amartya Sen, por exemplo, a injustiça é  percebida e mensurada por meio da distribuição e do alcance social das liberdades. Para Rawls, ela se manifesta principalmente nas estruturas básicas da sociedade e sua  solução depende de uma nova forma de contrato social e de uma definição de princípios básicos que criem condições de promoção de justiça. Já para Habermas, a questão gira em torno da manifestação no campo da ação comunicativa, na qual a fragilidade de uma ação coletiva que tenha pouco debate ou pouca representação pode enfraquecer a qualidade da democracia e, portanto, interferir no seu pleno funcionamento, tendo, por consequência, desdobramentos sociais injustos."
 
Se vocês compararem os trechos coloridos, verão que a questão está errada. Podemos considerar que a afirmação sobre o pensamento de Amartya Sen está correta (relacionando injustiça à liberdade na sociedade), mas o que é dito sobre a posição de Rawls não tem fundamento no texto. O autor afirma que "Para Rawls, ela se manifesta principalmente nas estruturas básicas da sociedade e sua  solução depende de uma nova forma de contrato social e de uma definição de princípios básicos que criem condições de promoção de justiça". Percebam que, em momento nenhum, o texto cita contrato civil, mas apenas contrato social (acordo entre os membros de determinada sociedade), assim já podemos constatar o erro do item.
Em relação à afirmação sobre a posição Habermas, entendo que há repaldo no texto, pois manisfestação no campo da ação comunicativa pode ser considerada uma manifestação linguística,  além de haver menção à ação coletiva.
 
QUESTÃO 4: O verbo enquadrar, no trecho “O debate se enquadra em torno de três principais ideias”, foi empregado com o sentido de circunscrever.
CORRETA. Vejamos o trecho: "O debate se enquadra em torno de três principais ideias: bem-estar; liberdade e desenvolvimento; e promoção de formas democráticas de participação."
Percebam que o verbo "enquadrar" está empregado com sentido de limite, e esse sentido pode ser expressado pelo verbo "circunscrever".
 
QUESTÃO 5: A expressão “estado de coisas” refere-se a “situações de justiça social”.
CORRETA. Vejamos o trecho: "Embora a perspectiva analítica de cada um desses autores divirja entre si, eles estão preocupados em desenvolver formas de promoção de  situações de justiça social e têm hipóteses concretas para se chegar a esse estado de coisas."
Pergunte ao texto: chegar a que estado de coisas? Ao estado de situações de justiça social.
 
QUESTÃO 6: Embora haja semelhança de sentido entre os verbos divergir e diferir, a substituição da forma verbal “divirja” por difere prejudicaria a correção gramatical do texto.
CORRETA. Gente, vejamos o trecho original: "Embora a perspectiva analítica de cada um desses autores divirja entre si...". 
Percebam que o verbo "divergir" está empregado no presente do Subjuntivo, justamente para haver uma harmonização com a conjunção "embora". Assim, a conjugação ideal seria "difira" (verbo deferir conjugado no presente do Subjuntivo), e não difere.
 
QUESTÃO 7: O sujeito da forma verbal “têm” está elíptico e retoma “cada um desses autores”.
INCORRETA. Galera, vamos ver o trecho: "Embora a perspectiva analítica de cada um desses autores divirja entre si, eles estão preocupados em desenvolver formas de promoção de 16 situações de justiça social e têm hipóteses concretas para se chegar a esse estado de coisas."
Muita atenção! O termo "cada um desses autores" é retomado pelo pronome "eles" na oração seguinte e o verbo "têm" (que indica plural) retoma justamente o pronome "eles", cuidado para não confundir!
 
QUESTÃO 8: Nos trechos “se debruçaram” e “se chegar”, a partícula “se” recebe classificações distintas.
CORRETA. Em "se debruçaram" temos o "se" funcionando como parte integrante do verbo (os autores se debruçaram). Já em "se chegar", temos verbo intransitivo + SE (sem referente), ou seja,  índice de indeterminação do sujeito (e têm hipóteses concretas para se chegar a esse estado de coisas).
 
QUESTÃO 9: A correção gramatical e os sentidos do texto seriam preservados se o seu último período fosse reescrito da seguinte maneira: Em síntese, os autores argumentam a favor de instrumentos variados para a solução da injustiça e dependem da interpretação de cada um desses instrumentos relativos ao conceito de justiça.
INCORRETA. Gente, vejamos o trecho original: "Em síntese, os autores argumentam a favor de instrumentos variados para a solução da injustiça, os quais dependem da interpretação de cada um deles acerca do conceito de justiça."
 
Comparem os trechos em negrito, ok?
No texto, o autor afirma que os autores argumentam a favor de instrumentos e que esses instrumentos dependem da interpretação realizada pelos autores. 
Na sugestão de reescritura, o sentido é diferente: os autores argumentam a favor de instrumentos e dependem (os autores) da interpretação de cada um desses instrumentos. 
Assim, a sugestão de reescritura não mantém o sentido original do texto.
 
QUESTÃO 10: A correção gramatical do texto seria mantida caso se empregasse o acento indicativo de crase no vocábulo “a” em “a esse estado de coisas”.
INCORRETA. Gente, não ocorre crase antes de pronomes demonstrativos, ok? Questão tranquila. 
 
Então é isto, meus amores! 
Fiquem com Deus e até a próxima!
 
Deixe seu comentário:
Ocorreu um erro na requisição, tente executar a operação novamente.