Resolução da Prova de Auditoria Governamental TCE CE 2015

por Tonyvan de Carvalho em 01/07/2015
 
Olá, Pessoal.
 
Como este é o primeiro artigo que publico aqui no TEC, vou fazer minha breve apresentação.
 
Para quem não me conhece, sou Tonyvan, Auditor Fiscal de Controle Externo do Tribunal de Contas do Estado do Piauí, desde julho de 2014. Exerci o cargo de Auditor Interno no Tribunal de Justiça do Piauí, de fevereiro de 2010 até junho de 2014. Professor de Auditoria, Matemática Financeira e Estatística aqui no TEC e em cursos preparatórios para concursos na área Fiscal e Gestão/Controle. Graduado em Licenciatura Plena em Matemática (UFPI, 2002), Bacharelado em Matemática (UFPI, 2003), Licenciatura em Computação (UESPI, 2003) e Bacharelado em Administração (UESPI, 2005). Pós-graduado em Matemática (UFPI, 2004), Estatística (UFPI, 2008), Contabilidade e Auditoria Governamental (UESPI, 2013) e Contabilidade e Controle na Administração Pública (UFPI/TCEPI, cursando).
 
Vamos ao que interessa. Nesse final de semana, foram aplicadas, pela Fundação Carlos Chagas, provas para ingresso nas carreiras do Tribunal de Contas do Estado do Ceará.
 
Hoje irei comentar, na íntegra, a prova de Auditoria Governamental, especificamente a prova aplicada para o cargo Analista de Controle Externo - Área: Administração - Especialidade Ciências Contábeis - Caderno de Prova ’G07’, Tipo 002.
 
Ressalte-se que o nosso material do TEC, direcionado para esse concurso, contemplou todos os pontos do edital e quem estudou por ele deve ter se dado muito bem. A parte teórica desse curso é uma compilação de Normas de Auditoria Governamental e Privada, que são as principais fontes exploradas pelas diversas bancas de concursos públicos. Utiliza-se um método fácil, direto e objetivo, com técnicas que ensinam a marcar o “X” na alternativa correta nas questões de Auditoria. As informações com maior incidência em provas das áreas Fiscal e Gestão/Controle, extraídas dessas normas, são destacadas, com o fim de auxiliá-los a otimizar o seu tempo e direcioná-los na memorização das partes mais recorrentes.
 
Irei apontar os dispositivos legais em que a banca se fundamentou na elaboração da questão, mencionando a página onde se encontrava a teoria no nosso material.
 
Ao analisar a prova, não vislumbramos nenhuma questão passível de anulação ou mudanças de gabarito, pois a banca usou da literalidade das normas, como é de costume. No geral, a prova está bem elaborada. Apenas faço ressalva no que tange à distribuição dos assuntos, pois o programa disposto no edital era gigantesco e banca optou por escolher poucos capítulos para extrair as questões.
 
Agora, mãos à obra!
 
Comentários das Questões de Auditoria Governamental – Analista de Controle Externo – FCC 2015
 
Assunto: Auditoria Governamental - Tipos e Formas de Auditoria Governamental
31.O exame e a avaliação das contas governamentais, de acordo com as Normas de Auditoria Governamental − NAGs, estão relacionados a uma auditoria
 
(A) de regularidade.
 
(B) de gestão pública.
 
(C) financeira.
 
(D) orçamentária.
 
(E) patrimonial.
 
Comentários:
 
Questão extraída literalmente das Normas de Auditoria Governamental – NAG, especificamente o item 1102.1.1, seção dos conceitos básicos adotados em Auditoria Governamental. Senão vejamos:
1102.1.1 – AUDITORIA DE REGULARIDADE: exame e avaliação dos registros; das demonstrações contábeis; das contas governamentais; das operações e dos sistemas financeiros; do cumprimento das disposições legais e regulamentares; dos sistemas de controle interno; da probidade e da correção das decisões administrativas adotadas pelo ente auditado, com o objetivo de expressar uma opinião. (grifos nossos)
Portanto, alternativa correta é A.
 
Nota: Essa parte da teoria, que contém a resposta, está destacada, em vermelho e negrito, no nosso material consolidado na página 5 (Capítulo 01).
 
Assunto: Auditoria Governamental - Tipos e Formas de Auditoria Governamental
32. Segundo as Normas de Auditoria Governamental − NAGs Aplicáveis ao Controle Externo, os Tribunais de Contas realizarão auditoria governamental nos entes auditados, acompanhando as ações empreendidas por todos os responsáveis pela gestão de bens e recursos públicos. Assim, ao efetuar as suas auditorias governamentais, o Tribunal de Contas tem, entre outros, os seguintes objetivos específicos:
 
I. Exercer o controle das operações de crédito, avais e garantias, bem como dos direitos e haveres do ente público.
 
II. Avaliar o desempenho da gestão dos recursos públicos sob os aspectos de economicidade, eficiência e eficácia.
 
III. Verificar se as demonstrações contábeis, demais relatórios financeiros e outros informes, representam uma visão fiel e justa das questões orçamentárias, financeiras, econômicas e patrimoniais.
 
IV. Recomendar, em decorrência de procedimentos de auditoria, quando necessário, ações de caráter gerencial visando à promoção da melhoria nas operações.
 
Está correto o que se afirma APENAS em
 
(A) I e III.
 
(B) I, II e III.
 
(C) II, III e IV.
 
(D) I e IV.
 
(E) II e IV.
 
Comentários:
 
Questão extraída literalmente das Normas de Auditoria Governamental – NAG, especificamente o item 2102, que trata dos objetivos específicos dos Tribunais de Contas - TC. Senão vejamos:
2102 – Ao efetuar as suas auditorias governamentais, o TC tem os seguintes objetivos específicos:
 
2102.1 – Verificar o cumprimento da legislação pelos órgãos e entidades da Administração Pública.
 
2102.2 – Verificar se as demonstrações contábeis, demais relatórios financeiros e outros informes, representam uma visão fiel e justa das questões orçamentárias, financeiras, econômicas e patrimoniais. (Item III)
 
2102.3 – Analisar objetivos, natureza e forma de operação dos entes auditados.
 
2102.4 – Avaliar o desempenho da gestão dos recursos públicos sob os aspectos de economicidade, eficiência e eficácia. (Item II)
 
2102.5 – Avaliar os resultados dos programas de governo ou, ainda, de atividades, projetos e ações específicas, sob os aspectos de efetividade e de equidade.
 
2102.6 – Recomendar, em decorrência de procedimentos de auditoria, quando necessário, ações de caráter gerencial visando à promoção da melhoria nas operações. (Item IV) (Grifos nossos)
 
Ao realizar o cotejo entre os itens da questão e a normas, concluiremos que somente os itens II, III e IV são objetivos específicos dos Tribunais de Contas.
 
Ressalta-se que o item I é uma das atribuições do Controle Interno, previstas na Constituição Federal de 1988. Senão vejamos:
Art. 74. Os Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário manterão, de forma integrada, sistema de controle interno com a finalidade de:
 
[...]
 
III - exercer o controle das operações de crédito, avais e garantias, bem como dos direitos e haveres da União;
 
[...]
Portanto, alternativa correta é C.
 
Nota: Essa parte da teoria, que contém a resposta, está destacada - em negrito - no nosso material consolidado nas páginas 10 e 202 (Capítulos 02 e 05)
 
Assunto: Auditoria Governamental - Auditoria de regularidade e auditoria operacional
33. Achados de auditoria são situações verificadas pelo auditor durante o trabalho de campo que serão usadas para responder às questões de auditoria. De acordo com o Manual de Auditoria Operacional do TCU, o achado contém os seguintes atributos:
 
(A) critério, condição, causa e efeito.
 
(B) indagação, exame, inspeção e conferência.
 
(C) critério, condição, exame e indagação.
 
(D) indagação, exame, causa e efeito.
 
(E) critério, condição, inspeção e investigação.
 
Comentários:
 
Questão extraída literalmente do Manual de Auditoria Operacional do TCU, especificamente item 116, que contém os atributos de um achado. Senão vejamos:
Achado de auditoria
 
116. Achado é a discrepância entre a situação existente e o critério. Achados são situações verificadas pelo auditor durante o trabalho de campo que serão usadas para responder às questões de auditoria. O achado contém os seguintes atributos: critério (o que deveria ser), condição (o que é), causa (razão do desvio com relação ao critério) e efeito (consequência da situação encontrada). Quando o critério é comparado com a situação existente, surge o achado de auditoria. (ISSAI 3000/4.3, 2004).(Grifos nossos)
Portanto, alternativa correta é A.
 
Nota: Essa parte da teoria, que contém a resposta, está destacada, em vermelho e negrito, no nosso material consolidado na página 66. (Capítulo 02)
 
Assunto: Auditoria Governamental - Técnicas, Procedimentos e normas de auditoria do TCU
34. Para determinar a extensão e o alcance da auditoria que será proposta, a unidade técnica dever dispor de informações, entre outras, às relativas aos riscos relevantes associados ao objetivo da auditoria. Segundo as Normas de Auditoria − NAT, a avaliação de riscos e de controle interno visa a avaliar o grau em que o controle interno de organizações, programas e atividades governamentais assegura, de forma razoável, que na consecução de suas missões, objetivos e metas, os princípios constitucionais da Administração pública sejam obedecidos. Dentre os objetivos de controle que serão atendidos, NÃO se incluem:
 
(A) conformidade com leis e regulamentos aplicáveis, incluindo normas, políticas, programas, planos e procedimentos de governo e da própria instituição.
 
(B) adequada salvaguarda e proteção de bens, ativos e recursos públicos contra desperdício, perda, mau uso, dano, utilização não autorizada ou apropriação indevida.
 
(C) estabelecimento de responsabilidades e rotinas internas, segregação de funções apropriada das responsabilidades funcionais.
 
(D) eficiência, eficácia e efetividade operacional, mediante execução ordenada, ética e econômica das operações.
 
(E) integridade e confiabilidade da informação produzida e sua disponibilidade para a tomada de decisões e para o cumprimento de obrigações accountability.
 
Comentários:
 
Questão extraída literalmente das Normas de Auditoria do TCU – NAT-, especificamente item 72, que elenca os objetivos atendidos pelo controle. Senão vejamos:
72. A avaliação de riscos e de controle interno visa a avaliar o grau em que o controle interno de organizações, programas e atividades governamentais assegura, de forma razoável, que na consecução de suas missões, objetivos e metas, os princípios constitucionais da administração pública serão obedecidos e os seguintes objetivos de controle serão atendidos:
 
I. eficiência, eficácia e efetividade operacional, mediante execução ordenada, ética e econômica das operações; (Letra C)
 
II. integridade e confiabilidade da informação produzida e sua disponibilidade para a tomada de decisões e para o cumprimento de obrigações accountability; (Letra E)
 
III. conformidade com leis e regulamentos aplicáveis, incluindo normas, políticas, programas, planos e procedimentos de governo e da própria instituição; (Letra A)
 
IV. adequada salvaguarda e proteção de bens, ativos e recursos públicos contra desperdício, perda, mau uso, dano, utilização não autorizada ou apropriação indevida. (Letra B)
Ao realizar o cotejo entre as alternativas da questão e a norma, concluiremos que a única alternativa que não faz do rol dos objetivos do controle, por ausência de previsão na norma, é a C.
 
Portanto, alternativa correta é C.
 
Nota: Essa parte da teoria, que contém a resposta, está disposta no nosso material consolidado na página 93. (Capítulo 03).
 
Assunto: Auditoria Governamental – Controle externo estadual
35. A fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial, entre outros, do Poder Executivo e das empresas estatais dependentes, no âmbito dos Estados, será exercida
 
(A) pela Assembleia Legislativa, com o auxílio da Controladoria Geral do Estado.
 
(B) pelo Tribunal de Contas dos Municípios, onde houver.
 
(C) pelo Tribunal de Contas do Estado, mediante autorização da Assembleia Legislativa.
 
(D) pela Assembleia Legislativa, mediante controle externo e pelo sistema de controle interno de cada Poder.
 
(E) pelo Tribunal de Contas do Estado, mediante julgamento das contas prestadas anualmente.
 
Comentários:
 
Questão extraída quase literalmente da Constituição Federal de 1988 – CF/88 -, fazendo à devida adaptação para os Estados, devido o princípio da simetria entre os entes federativos quanto à competência do Controle Externo no Brasil. Senão vejamos:
Art. 70. A fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial da União e das entidades da administração direta e indireta, quanto à legalidade, legitimidade, economicidade, aplicação das subvenções e renúncia de receitas, será exercida pelo Congresso Nacional, mediante controle externo, e pelo sistema de controle interno de cada Poder.(Grifos nossos)
Nos Estados, quem tem o papel de exercer o controle externo são as Assembleias Legislativas.
 
Portanto, alternativa correta é D.
 
Nota: Essa parte da teoria, que contém a resposta, está disposta no nosso material consolidado na página 200. (Capítulo 05)
 
Assunto: Auditoria Governamental - Controle Interno Federal (IN SFC nº 01/2001)
36. Nos trabalhos de auditoria, o auditor deve considerar a relevância e confiabilidade das informações a serem utilizadas como evidências de Auditoria. Assim, no âmbito do Sistema de Controle Interno do Poder Executivo Federal, o conjunto de processos e ferramentas operacionais de que se serve o controle para a obtenção de evidências, as quais devem ser suficientes, adequadas, relevantes e úteis para conclusão dos trabalhos é denominado de
 
(A) teste de observância.
 
(B) técnica de auditoria.
 
(C) papéis de trabalho.
 
(D) relatório de auditoria.
 
(E) programa de auditoria.
 
Comentários:
 
Questão extraída literalmente da IN nº01/2001/SFCI/MF, especificamente item 9, Seção II – Auditoria (Procedimentos e técnicas). Senão vejamos:
9. Técnica de Auditoria é o conjunto de processos e ferramentas operacionais de que se serve o controle para a obtenção de evidências, as quais devem ser suficientes, adequadas, relevantes e úteis para conclusão dos trabalhos. (Grifos nossos)
Portanto, alternativa correta é B.
 
Nota: Essa parte da teoria, que contém a resposta, está destacada, em negrito, no nosso material consolidado na página 138. (Capítulo 04)
 
Assunto: Auditoria Governamental – Controle externo estadual
37. Determinado Estado da região Nordeste publicou o relatório resumido da execução orçamentária referente ao 2º bimestre de 2015, obedecendo ao prazo legal. O referido relatório, nos termos da Lei Complementar nº 101/2000,
 
(A) abrange todos os Poderes e o Ministério Público e será publicado até quarenta e cinco dias após o encerramento de cada bimestre.
 
(B) compreende, o balanço orçamentário, que especificará entre outros, por categoria econômica, as receitas por fonte, informando as realizadas e a realizar, bem como a previsão atualizada.
 
(C) demonstra o total das despesas de pessoal, distinguindo a com inativos e pensionistas.
 
(D) demonstra, no último bimestre, as despesas empenhadas e não liquidadas, inscritas até o limite do saldo da disponibilidade de caixa.
 
(E) acompanha, em cada bimestre, o demonstrativo da variação patrimonial, evidenciando a alienação de ativos e a aplicação dos recursos dela decorrentes.
 
Comentários:
 
Questão trata sobre um dos demonstrativos previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF (LC nº101/2000), especificamente o Relatório Resumido da Execução Orçamentária (RREO).
 
Comentário das alternativas.
 
(A) abrange todos os Poderes e o Ministério Público e será publicado até quarenta e cinco dias após o encerramento de cada bimestre. Alternativa errada, pois o prazo é de até 30 dias. Senão vejamos:
Art. 52. O relatório a que se refere o § 3o do art. 165 da Constituição abrangerá todos os Poderes e o Ministério Público, será publicado até trinta dias após o encerramento de cada bimestre e composto de:
[...] (Grifos nossos)
(B) compreende, o balanço orçamentário, que especificará entre outros, por categoria econômica, as receitas por fonte, informando as realizadas e a realizar, bem como a previsão atualizada. Alternativa correta. Senão vejamos:
Art. 52. O relatório a que se refere o § 3o do art. 165 da Constituição abrangerá todos os Poderes e o Ministério Público, será publicado até trinta dias após o encerramento de cada bimestre e composto de:
 
I - balanço orçamentário, que especificará, por categoria econômica, as:
 
a) receitas por fonte, informando as realizadas e a realizar, bem como a previsão atualizada;
 
[...](Grifos nossos)
(C) demonstra o total das despesas de pessoal, distinguindo a com inativos e pensionistas. Alternativa errada, pois esse demonstrativo deve está disposto no Relatório de Gestão Fiscal. Senão vejamos:
Art. 55. O relatório conterá:
 
I - comparativo com os limites de que trata esta Lei Complementar, dos seguintes montantes:
 
a) despesa total com pessoal, distinguindo a com inativos e pensionistas;
 
[...](Grifos nossos)
(D) demonstra, no último bimestre, as despesas empenhadas e não liquidadas, inscritas até o limite do saldo da disponibilidade de caixa. Alternativa errada, pois esse demonstrativo é feito no Relatório de Gestão Fiscal. Senão vejamos:
Art. 55. O relatório conterá:
 
[...]
 
III - demonstrativos, no último quadrimestre:
 
[...]
 
b) da inscrição em Restos a Pagar, das despesas:
 
1) liquidadas;
 
2) empenhadas e não liquidadas, inscritas por atenderem a uma das condições do inciso II do art. 41;
 
3) empenhadas e não liquidadas, inscritas até o limite do saldo da disponibilidade de caixa;
 
[...]
(E) acompanha, em cada bimestre, o demonstrativo da variação patrimonial, evidenciando a alienação de ativos e a aplicação dos recursos dela decorrentes. Alternativa errada, pois é acompanhada no último bimestre do exercício.
Art. 53. Acompanharão o Relatório Resumido demonstrativos relativos a:
 
[...]
 
§ 1o O relatório referente ao último bimestre do exercício será acompanhado também de demonstrativos:
 
I - do atendimento do disposto no inciso III do art. 167 da Constituição, conforme o § 3o do art. 32;
 
II - das projeções atuariais dos regimes de previdência social, geral e próprio dos servidores públicos;
 
III - da variação patrimonial, evidenciando a alienação de ativos e a aplicação dos recursos dela decorrentes. (Grifos nossos).
Portanto, alternativa correta é B.
 
Nota: Essa parte da teoria, que contém a resposta, está disposta no nosso material consolidado na página 194 e 195. (Capítulo 05)
 
Assunto: Auditoria Governamental – Controle externo estadual
38. Na fiscalização da gestão fiscal foi constatado que o montante da despesa total com pessoal do Poder Executivo de determinado Estado da federação ultrapassou 90% do limite estabelecido na Lei Complementar nº 101/2000. Nestas condições, o Poder Executivo
 
(A) será alertado pelo Tribunal de Contas do Estado.
 
(B) deverá informar ao Tribunal de Contas do Estado as medidas adotadas ou a adotar para reduzir o montante da despesa com pessoal.
 
(C) estará proibido de criar cargo, emprego ou função.
 
(D) será alertado pelo chefe da equipe de auditoria interna.
 
(E) estará proibido de receber transferências voluntárias.
 
Comentários:
 
Questão extraída literalmente da Lei de Responsabilidade Fiscal, especificamente Art.59, § 1º, inciso II, procedimentos adotados pelos Tribunais de Contas quando constatado que o limite de pessoal está acima de 90% do limite estabelecido na Lei Complementar nº 101/2000. Senão vejamos:
Art. 59. O Poder Legislativo, diretamente ou com o auxílio dos Tribunais de Contas, e o sistema de controle interno de cada Poder e do Ministério Público, fiscalizarão o cumprimento das normas desta Lei Complementar, com ênfase no que se refere a:
 
[...]
 
§ 1º Os Tribunais de Contas alertarão os Poderes ou órgãos referidos no art. 20 quando constatarem:
 
I - a possibilidade de ocorrência das situações previstas no inciso II do art. 4o e no art. 9o;
 
II - que o montante da despesa total com pessoal ultrapassou 90% (noventa por cento) do limite;
 
III - que os montantes das dívidas consolidada e mobiliária, das operações de crédito e da concessão de garantia se encontram acima de 90% (noventa por cento) dos respectivos limites;
 
IV - que os gastos com inativos e pensionistas se encontram acima do limite definido em lei;
 
V - fatos que comprometam os custos ou os resultados dos programas ou indícios de irregularidades na gestão orçamentária. (Grifos nossos).
Portanto, alternativa correta é A.
 
Nota: Essa parte da teoria, que contém a resposta, está disposta no nosso material consolidado na página 197. (Capítulo 05)
 
Assunto: Auditoria Independente - Normas Profissionais do Auditor Independente
39. A firma de auditoria Lopes & Auditores foi contratada, por determinada empresa de economia mista estadual, para realizar a auditoria das demonstrações contábeis do exercício de 2014. Para tanto, o auditor deve conduzir a auditoria com base na premissa de que a administração e, quando apropriado, os responsáveis pela governança reconhecem e entendem que têm, entre outras, a responsabilidade
 
I. de permitir acesso irrestrito às pessoas da entidade, que o auditor determine ser necessário obter evidências de auditoria.
 
II. pela confiabilidade das informações a serem usadas como evidências de auditoria, e pela indicação de pessoas da entidade para participar na elaboração do relatório de auditoria.
 
III. de fornecer, ao auditor, quando solicitado, o nome das pessoas da entidade suspeitas de envolvimento com fraude.
 
IV. de fornecer informações adicionais que o auditor possa solicitar da administração e, quando apropriado, dos responsáveis pela governança para a finalidade da auditoria.
 
Está correto o que se afirma APENAS em
 
(A) I, II e IV.
 
(B) I, II e III.
 
(C) I e IV.
 
(D) II e III.
 
(E) III e IV.
 
Questão trata aspectos gerais da NBC TA 200 - Objetivos Gerais do Auditor Independente e a Condução da Auditoria em Conformidade com Normas de Auditoria, especificamente item 13, sobre as premissas, relativa às responsabilidades da administração e, quando apropriado, dos responsáveis pela governança, com base na qual a auditoria é conduzida.
Premissa, relativa às responsabilidades da administração e, quando apropriado, dos responsáveis pela governança, com base na qual a auditoria é conduzida – Que a administração e, quando apropriado, os responsáveis pela governança, tenham conhecimento e entendido que eles têm as seguintes responsabilidades, fundamentais para a condução da auditoria em conformidade com as normas de auditoria. Isto é, a responsabilidade:
 
(i) pela elaboração das demonstrações contábeis em conformidade com a estrutura de relatório financeiro aplicável, incluindo quando relevante sua apresentação adequada;
 
(ii)   pelo controle interno que os administradores e, quando apropriado, os responsáveis pela governança, determinam ser necessário para permitir a elaboração de demonstrações contábeis que estejam livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro;
 
(iii)   por fornecer ao auditor:
 
a. acesso às informações que os administradores e, quando apropriado, os responsáveis pela governança, tenham conhecimento que sejam relevantes para a elaboração e apresentação das demonstrações contábeis como registros, documentação e outros assuntos;
 
b. quaisquer informações adicionais que o auditor possa solicitar da administração e, quando apropriado, dos responsáveis pela governança para o propósito da auditoria; (item IV) e
 
c. acesso irrestrito àqueles dentro da entidade que o auditor determina ser necessário obter evidências de auditoria.(item I)
Analisando cada item.
 
I. de permitir acesso irrestrito às pessoas da entidade, que o auditor determine ser necessário obter evidências de auditoria. Item correto.
 
II. pela confiabilidade das informações a serem usadas como evidências de auditoria, e pela indicação de pessoas da entidade para participar na elaboração do relatório de auditoria. Item errado, por ausência de previsão normativa.
 
III. de fornecer, ao auditor, quando solicitado, o nome das pessoas da entidade suspeitas de envolvimento com fraude. Item errado, por ausência de previsão normativa.
 
IV. de fornecer informações adicionais que o auditor possa solicitar da administração e, quando apropriado, dos responsáveis pela governança para a finalidade da auditoria. Item correto.
 
Ao realizar o cotejo entre os itens da questão e norma, concluiremos que os únicos corretos são I e IV.
 
Portanto, alternativa correta é C.
 
Nota: Essa parte da teoria, que contém a resposta, está disposta no nosso material consolidado na página 210. (Capítulo 06)
 
Assunto: Auditoria Independente - Documentação de Auditoria/Papéis de Trabalho
40. A Companhia de Distribuição de Alimentos do Nordeste, por exigências legais, contratou o auditor independente para realizar a auditoria das demonstrações contábeis do exercício de 2014. Com relação à documentação de auditoria, nos termos das NBC TAs, o objetivo do auditor é preparar documentação que forneça
 
(A) registro das causas e efeitos da falta de competitividade, quando houver, da empresa no mercado.
 
(B) evidência de que os trabalhos foram adequados ao objeto da auditoria e que o auditor é o responsável pela prevenção e detecção de fraudes e erros.
 
(C) evidência de que o auditor aplicou procedimentos de auditoria necessários e suficientes para detectar possíveis fraudes na empresa.
 
(D) segurança que as demonstrações contábeis estão livres de irregulares que possam comprometer a credibilidade da empresa.
 
(E) registro suficiente e apropriado do embasamento do relatório do auditor, e evidências de que a auditoria foi planejada e executada em conformidade com as normas e as exigências legais e regulamentares aplicáveis.
 
Questão extraída literalmente da NBC TA 230 – Documentação de auditoria -, especificamente item 5. Senão vejamos:
5. O objetivo do auditor é preparar documentação que forneça:
 
(a) registro suficiente e apropriado do embasamento do relatório do auditor; e
 
(b) evidências de que a auditoria foi planejada e executada em conformidade com as normas e as exigências legais e regulamentares aplicáveis. (Grifos nossos)
Portanto, alternativa correta é E.
 
Nota: Essa parte da teoria, que contém a resposta, está destacada, em vermelho e negrito, no nosso material consolidado na página 231. (Capítulo 07)
 
Então alunos, este foi o comentário da prova. Quero convidar vocês a conhecer meu material aqui no TEC. São Módulos de Auditoria e Questões das disciplinas comentadas por mim que podem ser acessadas no TEC.
 
Torço para que tenham obtido o sucesso nesta prova. Mas se não for desta vez, não se preocupem, sua hora vai chegar e conte comigo!
 
Até breve,
 
Tonyvan
 
 
Deixe seu comentário:
Ocorreu um erro na requisição, tente executar a operação novamente.