Português DE propósito: CESPE - semântica

por Denise Carneiro em 26/08/2019

Português de Propósito: CESPE - semântica

Palavras consideradas de sentido equivalente.

Olá, amores da tia Deny, tudo bom com vocês?
 
Para quem não me conhece:
Meu nome é Denise Carneiro, sou Assistente Técnico-Administrativo da Receita Federal do Brasil desde 2009, professora de Língua Portuguesa em cursos preparatórios para concurso público em minha amada cidade João Pessoa, autora do livro Completaço CESPE da editora Saraiva e professora colaboradora há mais de seis anos do TEC - o melhor site de questões comentadas do Brasil.
 
Onde você pode me achar? 
 
  @professoradenisecarneiro

 
Voltemos! 
 
A partir de hoje, postarei bem mais por aqui e nossa coluna terá um nome: Português DE propósito: a nossa língua ensinada com finalidade específica, no caso, a sua aprovação! (E, para completar, meu nome é Denise, DE propósito, sacou? Rsrsrs...)

Para que você acerte mais questões de semântica, há apenas um caminho: ampliar vocabulário! Hoje trago palavras cobradas nos últimos certames pelo CESPE/CEBRASPE! Venha comigo!
 
1) ileso e incólume – foram consideradas pelo CESPE em 2018 como palavras de mesmo sentido: aquilo que não sofreu lesão ou dano, inalterado.
2) enquadrar e circunscrever – também cobradas em 2018 e consideradas de mesmo sentido: restringir, delimitar.
3) atender e responder - foram consideradas de mesmo sentido em 2018 na seguinte construção: “Os professores fazem cursos, acumulam certificados, sem que isso corresponda a mudança ou responda (atenda) aos desafios que encaram na sala de aula”.
4) pejada e embaraçada – foram empregadas com o mesmo sentido de “acanhada”, de “envergonhada” em 2018: “Consequência da nova dinâmica, que agita e move a sociedade, será a emancipação de uma classe inteira, até aí pejada, impedida e entorpecida em seus passos.”
5) aquinhoados e contemplados – foram consideradas de mesmo sentido na seguinte frase: “O Dr. Félix (Ressurreição) ou Rubião (Quincas Borba), aquinhoados pela inesperada herança, trataram de aplicar os bens para que eles lhes proporcionassem renda segura e estável.”
6) burla e fraude – cobradas em 2017 como palavras de sentido equivalente no seguinte contexto: “A Lei do Ventre Livre, que a imprensa da Corte havia recebido com  muita festa, não merecera o mais breve registro da imprensa de São Luís. No fundo, pensando bem, que era essa lei senão uma burla? Os negros nasceriam e cresceriam nas senzalas, debaixo do chicote dos senhores, e só aos vinte e um anos seriam livres.”
Vale destacar que, na questão, foi apontada como correta a substituição de “burla” por “fraude ou ilusão”. A palavra “ilusão” pode ser empregada com sentido de enganação, ou seja, plenamente adequada ao contexto.
7) descurar, negligenciar e desleixar – cobradas em 2018 com o mesmo sentido na seguinte frase: “Talvez porque se descurasse a necessidade de criar dispositivos de autoformação cooperativa...”
8) intrínseco e inerente – cobradas em 2018 com o mesmo sentido de “que compõe a essência de algo” no seguinte contexto: “Não se trata, porém, de algum critério intrínseco nem de parâmetros linguísticos, e sim de postura ideológica.”
9) advertir e concluir – em regra, essas palavras são trabalhadas com sentidos diferentes: advertir (avisar, censurar, prevenir) e concluir (deduzir, inferir, chegar a conclusão). Entretanto, o CESPE empregou essas palavras com o sentido de “chegar a conclusão” no seguinte contexto: “No dia seguinte, estando na repartição, recebeu Camilo este bilhete de Vilela: “Vem já, já, à nossa casa; preciso falar-te sem demora”. Era mais de meio-dia. Camilo  saiu logo; na rua, advertiu que teria sido mais natural chamá-lo ao escritório; por que em casa?”
Percebam que a palavra “advertiu” é utilizada com sentido de “inferir”, de “concluir”: Camilo saiu após ler o bilhete e concluiu que seria mais natural ter sido chamado ao escritório, e não à casa de Vilela.
10) “por intermédio de” e “por meio de” – expressões de sentido equivalente cobradas em prova de 2018. 
11) assaz, suficientemente e bastante – palavras de sentido equivalente. A palavra “assaz” apareceu em prova do CESPE em 2018.
 
É isso, sobrinhos! Até a próxima e...
...sorria, você será concursado!
 
Deixe seu comentário:
Ocorreu um erro na requisição, tente executar a operação novamente.