Esaf - questão de grandezas proporcionais

por Vítor Menezes em 16/11/2016
Recebi hoje pelo facebook uma dúvida sobre a questão abaixo. É uma questão bem interessante, em que a Esaf mistura os conceitos de grandezas proporcionais e raiz quadrada.
 
Segue enunciado:
 
Em um país distante, as tarifas ferroviárias são diretamente proporcionais à raiz quadrada da distância percorrida. A distância da cidade Bengé até a cidade Mengé, por trem, é de 1250 km e a tarifa é de R$ 182,00. Um turista que está em Bengé quer ir até Mengé, viajando sempre de trem. No entanto, em vez de o turista ir diretamente de Bengé para Mengé, ele vai de Bengé para Cengé, que fica distante 800 km de Bengé. No outro dia, ainda de trem, o turista, sai de Cengé para Mengé, cuja distância é de 450 km. Desse modo, se o turista tivesse ido diretamente de Bengé para Mengé, a redução percentual dos gastos com as tarifas de trem, considerando duas casas após a vírgula, seria aproximadamente de:
 
a) 28,57 %
b) 27,32 %
c) 25,34 %
d) 43,78 %
e) 22,33 %
 
No vídeo abaixo trago duas soluções - uma bem detalhada para facilitar a compreensão do enunciado; outra bem rápida, que praticamente elimina as contas.
 
E, no link abaixo, trago uma terceira solução, apenas em texto, intermediária entre as duas acima.
 
Resolução em vídeo:
 
 
Resolução em texto:
 
 
Deixe seu comentário:
Ocorreu um erro na requisição, tente executar a operação novamente.