Contabilidade resumida - Análise da DFC

por Ricardo Haase em 03/09/2018
Boa noite, alunos do TEC!
 
Tudo bem com vocês?
 
Hoje trago um assunto que muita gente gosta, que é a análise das demonstrações contábeis. Essa matéria é muito importante para a tomada de decisões, seja do empresário, do investidor ou de outros credores, como bancos, por exemplo.
 
Muita gente está acostumada a ver análise de balanço patrimonial e demonstração do resultado do exercício, pois são as demonstrações mais convencionais.
 
A demonstração dos fluxos de caixa é uma excelente ferramenta para a análise de empresas, principalmente no que tange a liquidez e capacidade de geração de caixa.
 
Podemos mensurar através de uma DFC, por exemplo:
 
1. Cobertura de Juros (capacidade da empresa pagar os juros com seu caixa operacional)
 
2. Cobertura de dividendos (capacidade da empresa pagar seus dividendos com caixa operacional)
 
3. Qualidade do resultado (quantos % do seu caixa é proveniente do seu resultado operacional)
 
4. Qualidade das vendas (quantos % do seu caixa é proveniente de suas vendas, ou quanto de suas vendas se converteram em caixa operacional)
 
5. Retorno de ativos e PL (quantos % está sendo retornado em caixa proveniente dos investimentos com capital próprio e terceiros)
 
Esses são alguns indicadores (dentre vários) que podem ser utilizados na análise de uma DFC. É de suma importância que você saiba que a demonstração dos fluxos de caixa também é uma fonte importantíssima de informação. Apesar de pouco explorada no Brasil devido a não obrigatoriedade de apresentação por parte de algumas empresas, nos Estados Unidos e Europa ela já é muito bem estudada.
 
Excelente semana de estudos para todos!
 
Forte abraço.
Prof. Ricardo Haase
Deixe seu comentário:
Ocorreu um erro na requisição, tente executar a operação novamente.