Comentários das Questões de Auditoria AFTM Teresina FCC2016

por Tonyvan de Carvalho em 30/08/2016
Olá, Pessoal. Tudo bem?
 
Hoje irei comentar a prova de Auditoria (Caderno de Prova ’F28’, Tipo 003) aplicada pela Fundação Carlos Chagas, para ingresso no cargo de Auditor Fiscal de Rendas Municipais da Prefeitura Municipal de Teresina (Terra maravilhosa que tem um sol para cada habitante.rs. Opa, para quem não sabe, resido aqui nessa belíssima cidade.rs).
 
Ressalte-se que o nosso material do TEC – Auditoria Recortada da Norma-, para quem é assinante avançado, contemplou todos os pontos do edital e quem estudou por ele deve ter se dado muito bem.
 
Irei apontar os dispositivos legais em que a banca fundamentou na elaboração da questão. Ao analisar a prova, não vislumbramos nenhuma questão passível de anulação ou mudanças de gabarito, pois a banca usou da literalidade das normas, como é de costume. No geral, a prova está bem elaborada e tranquila.
 
Agora, mãos à obra!
Comentários das Questões de Auditoria – AFTM de Teresina – FCC 2016
 
Assunto: Normas complementares utilizadas pelo auditor na execução dos trabalhos de auditoria.
96. Estão sujeitas à auditoria, entre outras demonstrações contábeis, o Balanço Patrimonial e a Demonstração do Resultado do Exercício da entidade, elaborados pela sua administração. Na auditoria das demonstrações contábeis do exercício de 2015 de determinada empresa prestadora de serviços, o auditor, ao examinar as obrigações da empresa, constatou que o ISS a recolher com vencimento no exercício subsequente, no valor de R$ 1.487.950,00, foi classificado incorretamente no Balanço Patrimonial.
As obrigações, quando se vencerem no exercício seguinte, deverão ser classificadas no grupo de contas do Balanço Patrimonial
(A) Obrigações fiscais de longo prazo.
(B) Ativo diferido.
(C) Passivo circulante.
(D) Ativo realizável a longo prazo.
(E) Passivo não circulante.
Comentários:
Questão trata de uma impropriedade encontrada pelo auditor durante análise de uma conta específica (imposto a recolher) cuja classificação não estava em conformidade com a Lei 6.404/76. Veja:
Passivo Exigível
Art. 180.  As obrigações da companhia, inclusive financiamentos para aquisição de direitos do ativo não circulante, serão classificadas no passivo circulante, quando se vencerem no exercício seguinte, e no passivo não circulante, se tiverem vencimento em prazo maior, observado o disposto no parágrafo único do art. 179 desta Lei. [grifo nosso]
Portanto, alternativa correta é C.
 
Assunto: Risco
97. O risco de distorção relevante é o risco de que as demonstrações contábeis contenham distorção relevante antes da auditoria.
Segundo a NBC TA 200, podem ocorrer no nível
(A) geral da demonstração contábil e no nível dos processos operacionais e administrativos.
(B) geral da demonstração contábil e no nível da afirmação para classes de transações, saldos contábeis e divulgações.
(C) de controle das normas e registros contábeis e no nível dos processos operacionais e administrativos.
(D) da implementação e manutenção do controle interno e no nível da afirmação para classes de transações, saldos contábeis e divulgações.
(E) de controle das normas e registros contábeis e no nível da afirmação para classes de transações, saldos contábeis e divulgações.
Comentários:
Questão aborda detalhes do risco de distorção relevante, segundo a NBC TA 200, especificamente item A34. Veja:
Risco de distorção relevante
A34. Os riscos de distorção relevante podem existir em dois níveis:
no nível geral da demonstração contábil; e
• no nível da afirmação para classes de transações, saldos contábeis e divulgações. [grifo nosso]
 
Ressalte-se que os riscos de distorção relevante no nível geral da demonstração contábil referem-se aos riscos de distorção relevante que se relacionam de forma disseminada às demonstrações contábeis como um todo e que afetam potencialmente muitas afirmações.
 
Já os riscos de distorção relevante no nível da afirmação são avaliados para que se determine a natureza, a época e a extensão dos procedimentos adicionais de auditoria necessários para a obtenção de evidência de auditoria apropriada e suficiente. Essa evidência possibilita ao auditor expressar uma opinião sobre as demonstrações contábeis em um nível aceitavelmente baixo de risco de auditoria.
Por fim, os riscos de distorção relevante no nível da afirmação que consistem em dois componentes: risco inerente e risco de controle. O risco inerente e o risco de controle são riscos da entidade; eles existem independentemente da auditoria das demonstrações contábeis.
 
Questão extraída literalmente dessa norma. Portanto, alternativa correta é B.
 
Assunto: Fraude
98. Nos trabalhos de auditoria independente na Companhia Distribuidora de Frutas e Legumes do Estado referente ao exercício de 2015, o auditor constatou que, no mês de novembro de 2015, foram contabilizadas duas notas fiscais de vendas com valores adulterados, para mais, em R$ 240.000,00. De acordo com as evidências obtidas pelo auditor, as notas fiscais foram adulteradas, com o objetivo de encobrir desvio de mercadorias no estoque. Segundo a NBC TA 240, este fato caracteriza
(A) burla no controle interno.
(B) erro na escrituração contábil.
(C) omissão de prejuízos.
(D) fraude.
(E) aumento de receita de vendas.
Comentários:
Questão recorrente nas provas de auditoria, independentemente de banca examinadora ou área. Aqui, como foi feito referência a NBC TA 240, o que você deveria observar é a intenção do agente quando da adulteração de notas fiscais. Ressalte-se que, segundo essa norma, fraude é o ato intencional de um ou mais indivíduos da administração, dos responsáveis pela governança, empregados ou terceiros, que envolva dolo para obtenção de vantagem injusta ou ilegal. Informações contábeis fraudulentas podem decorrer do seguinte:
• Manipulação, falsificação (inclusive de assinatura) ou alteração de registros contábeis ou documentos comprobatórios que serviram de base à elaboração de demonstrações contábeis.
• Mentira ou omissão intencional nas demonstrações contábeis de eventos, operações ou outras informações significativas.
• Aplicação incorreta intencional dos princípios contábeis relativos a valores, classificação, forma de apresentação ou divulgação.
Para ajudá-los na memorização, segue mapa mental:
 
Portanto, alternativa correta é D.
 
Assunto: Testes e procedimentos de auditoria
99.A evidência de auditoria para a obtenção de conclusões para fundamentar a opinião do auditor é conseguida pela execução de procedimentos de auditoria. O exame de registros ou documentos, internos ou externos, em forma de papel, em forma eletrônica ou em outras mídias, ou o exame físico de um ativo é efetuado mediante o procedimento de auditoria denominado
(A) inspeção.
(B) observação.
(C) circularização.
(D) investigação.
(E) confirmação.
Comentários:
Raramente tem uma prova de auditoria que não contemple, pelo menos, uma questão sobre procedimentos de auditoria. Aqui, você deve ficar atento às palavras-chaves associadas a cada procedimento. O mapa mental abaixo vai ajudá-los na resolução dessa questão.
 
Ao realizar o cotejo entre as alternativas e o mapa acima, concluímos que se trata da inspeção.
 
 
Assunto: Controle Externo Estadual
100. O controle externo, no âmbito do Estado do Piauí, é exercido com o auxílio do Tribunal de Contas. As auditorias, como instrumentos de fiscalização utilizados pelo Tribunal de Contas no exercício de suas atribuições, serão realizadas com a finalidade de:
I. Examinar a legalidade e a legitimidade dos atos de gestão dos responsáveis sujeitos à sua jurisdição, quanto aos aspectos contábil, financeiro, orçamentário, operacional e patrimonial.
II. Avaliar o desempenho dos órgãos e das entidades jurisdicionadas, assim como dos sistemas, dos programas e das ações governamentais, quanto aos aspectos da economicidade, da eficiência e da eficácia dos atos praticados.
III. Subsidiar a apreciação dos atos sujeitos a registro.
IV. Comprovar a legalidade e avaliar o resultado do cumprimento das metas previstas na Lei Orçamentária Anual, bem como a aplicação de recursos públicos por entidades de direito privado.
V. Avaliar, quanto à eficácia e à eficiência os sistemas administrativos e operacionais de controle interno utilizados pelas entidades da Administração indireta do Estado na gestão orçamentária, financeira, patrimonial, operacional e de pessoal.
Está correto o que se afirma APENAS em
(A) I, III e IV.
(B) I e V.
(C) I, II e III.
(D) II, III, IV e V.
(E) II, IV e V.
Comentários:
Nessa questão, a banca misturou as competências (ou finalidades) do controle externo, realizada pelo TCE PI, e do controle interno, realizadas pela CGE PI, segundo artigos 86 e 90 e seus incisos, da Constituição do Estado do Piauí. Apenas os itens I, II e III são finalidades do controle externo e os itens IV e V são do controle interno. Portanto, alternativa correta é C.
 
Quero convidar vocês a conhecer meu material aqui no TEC. São Módulos de Auditoria e Questões das disciplinas comentadas por mim que podem ser acessadas no TEC. Esse material está sendo adaptando com as novas alterações das normas de auditoria e inserção de mapas mentais para facilitar a memorização dos tópicos mais recorrentes em provas.
 
Estou na torcida pelo sucesso de vocês!
 
Grande abraço e até breve,
 
Tonyvan
 
 
Deixe seu comentário:
Ocorreu um erro na requisição, tente executar a operação novamente.