Comentário das Questões de Auditoria do ISS Sobral UECE 2018

por Tonyvan de Carvalho em 24/07/2018
Olá, Concursante!
 
Sábado e Domingo, dias 21 e 22 de Julho de 2018, a Universidade Estadual do Ceará (UECE) aplicou provas para o concurso da Prefeitura Municipal de Sobral - CE, especificamente para os cargos de Auditor Fiscal de Tributos Municipais e Auditor de Controle Interno (Auditoria Governamental).
 
Hoje irei comentar 08 (oito) questões da disciplina de Auditoria que foram cobradas nesses dois cargos.
 
O nosso material do TEC – Auditoria Recortada da Norma-, para quem é assinante avançado, contemplou todos os pontos do edital. Foi elaborado um Guia de estudos direcionado para esse concurso.
 
O nível da prova estava fácil! Foram exploradas apenas duas normas em todas as questões – a NBC TA 200(R1) e NBC TI 01.
 
Vamos aos comentários das questões!
 
Auditor Fiscal de Tributos Municipais
 
Assunto: Normas Técnicas do Auditor Interno (NBC TI 01 – ex NBC-T-12)
21. No que diz respeito à Auditoria Interna, é correto afirmar que os programas de trabalho
A) compreendem os exames preliminares das áreas, atividades, produtos e processos, para definir a amplitude e a época do trabalho a ser realizado, de acordo com as diretrizes estabelecidas pela administração da entidade.
B) constituem exames e investigações, incluindo testes, que permitem ao auditor interno obter subsídios suficientes para fundamentar suas conclusões e recomendações à administração da entidade.
C) devem considerar os fatores relevantes na execução dos trabalhos,  especialmente o conhecimento do resultado e das providências tomadas em relação a trabalhos anteriores, semelhantes ou relacionados.
D) devem ser estruturados de forma a servir como guia e meio de controle de execução do trabalho, devendo ser revisados e atualizados sempre que as circunstâncias o exigirem.
 
Comentários:
 
Questão aborda aspectos gerais de auditoria interna, segundo a NBC TI 01. Analisando cada alternativa:
 
A) compreendem os exames preliminares das áreas, atividades, produtos e processos, para definir a amplitude e a época do trabalho a ser realizado, de acordo com as diretrizes estabelecidas pela administração da entidade. Trata-se do planejamento de auditoria interna.
 
B) constituem exames e investigações, incluindo testes, que permitem ao auditor interno obter subsídios suficientes para fundamentar suas conclusões e recomendações à administração da entidade. Trata-se dos procedimentos de auditoria interna.
 
C) devem considerar os fatores relevantes na execução dos trabalhos,  especialmente o conhecimento do resultado e das providências tomadas em relação a trabalhos anteriores, semelhantes ou relacionados. Trata-se do planejamento de auditoria interna.
 
D) devem ser estruturados de forma a servir como guia e meio de controle de execução do trabalho, devendo ser revisados e atualizados sempre que as circunstâncias o exigirem. Alternativa correta. Cabe ressaltar que o auditor deve documentar seu planejamento geral e preparar programas de trabalho, por escrito, detalhando o que for necessário à compreensão dos procedimentos que serão aplicados, em termos de natureza, oportunidade e extensão. Devem ser detalhados de forma a servir como guia e meio de controle de sua execução.
 
Portanto, alternativa correta é D.
 
Assunto: Testes e procedimentos de auditoria
22.Os procedimentos de Auditoria Interna que visam à obtenção de evidência quanto à suficiência, exatidão e validade dos dados produzidos pelos sistemas de informação da entidade denominam-se testes
A) de inspeção.
B) substantivos.
C) de observância.
D) relevantes.
 
Comentários:
 
Questão aborda um dos procedimentos de auditoria utilizados pelo auditor durante a realização de seus trabalhos – testes substantivos.
 
A NBC TI 01 define testes de observância e testes substantivos:
12.2.3 – Procedimentos da Auditoria Interna
 
12.2.3.1 – Os procedimentos da Auditoria Interna constituem exames e investigações, incluindo testes de observância e testes substantivos, que permitem ao auditor interno obter subsídios suficientes para fundamentar suas conclusões e recomendações à administração da entidade.
 
12.2.3.2 – Os testes de observância visam à obtenção de razoável segurança de que os controles internos estabelecidos pela administração estão em efetivo funcionamento, inclusive quanto ao seu cumprimento pelos funcionários e administradores da entidade. Na sua aplicação, devem ser considerados os seguintes procedimentos:
 
a) inspeção – verificação de registros, documentos e ativos tangíveis;
 
b)observação – acompanhamento de processo ou procedimento quando de sua execução; e
 
c) investigação e confirmação – obtenção de informações perante pessoas físicas ou jurídicas conhecedoras das transações e das operações, dentro ou fora da entidade.
 
12.2.3.3 – Os testes substantivos visam à obtenção de evidência quanto à suficiência, exatidão e validade dos dados produzidos pelos sistemas de informação da entidade.[grifo nosso]
Atualmente esses testes têm novas designações. Segundo A NBC TA 330 (R1):
4. Para fins das normas de auditoria, os termos abaixo têm os seguintes significados:
 
(a)Procedimento substantivo é o procedimento de auditoria planejado para detectar distorções relevantes no nível de afirmações. Os procedimentos substantivos incluem:
 
(i) testes de detalhes (de classes de transações, de saldos de contas e de divulgações); e
 
(ii) procedimentos analíticos substantivos.
 
(b) Teste de controle é o procedimento de auditoria planejado para avaliar a efetividade operacional dos controles na prevenção ou detecção e correção de distorções relevantes no nível de afirmações.
Resumidamente:
  1. Testes de observância (atualmente Testes de controle) faz a verificação dos controles internos. É analisado se os procedimentos são executados corretamente (existência, efetividade e continuidade).
  2. Testes substantivos (atualmente Procedimentos analíticos substantivos) faz a verificação da informação propriamente dita, tais como: classes de transações, de saldos de contas e de divulgações.  
Portanto, alternativa correta é B.
 
Assunto: Características Inerentes ao Auditor (julgamento e ceticismo)
23. O ceticismo profissional inclui estar alerta, por exemplo,
A) a evidências de auditoria que contradigam outras evidências obtidas.
B) a condições que possam assegurar a descoberta de fraudes.
C) à necessidade de afastar todos os riscos de auditoria.
D) à possibilidade de adoção de mecanismos de prevenção de falhas.
 
Comentários:
 
As normas de auditoria independente exigem que o auditor exerça o julgamento profissional e mantenha o ceticismo profissional ao longo de todo o planejamento e na execução da auditoria. A questão aborda exemplos de situações que caracterizam o ceticismo profissional, que é a postura que inclui uma mente questionadora e alerta para condições que possam indicar possível distorção devido a erro ou fraude e uma avaliação crítica das evidências de auditoria.
Segundo a NBC TA 200(R1):
Ceticismo profissional
 
A20. O ceticismo profissional inclui estar alerta, por exemplo, a:
 
evidências de auditoria que contradigam outras evidências obtidas;
 
• informações que coloquem em dúvida a confiabilidade dos documentos e respostas a indagações a serem usadas como evidências de auditoria;
 
• condições que possam indicar possível fraude;
 
• circunstâncias que sugiram a necessidade de procedimentos de auditoria além dos exigidos pelas NBCs TA.[grifo nosso]
 
Portanto, alternativa correta é A.
 
Assunto: Evidência de auditoria
24. As informações que fundamentam os resultados da Auditoria Interna devem ser suficientes, fidedignas, relevantes e úteis, de modo a fornecer base sólida para as conclusões e recomendações à administração da entidade. Essas informações são chamadas de
A) efetivas.
B) eficazes.
C) eficientes.
D) evidências.
 
Comentários:
 
Questão aborda a definição de evidência de auditoria, segundo a NBC TI 01. Veja:
12.2.3.4 – As informações que fundamentam os resultados da Auditoria Interna são denominadas de “evidências”, que devem ser suficientes, fidedignas, relevantes e úteis, de modo a fornecer base sólida para as conclusões e recomendações à administração da entidade. [grifo nosso]
Portanto, alternativa correta é D.
 
Ressalte-se que efetividade, eficácia e eficiência são dimensões analisadas pela auditoria operacional.
 
Auditor de Controle Interno (Auditoria Governamental)
 
Assunto: Diferenças entre a Auditoria Interna e a Auditoria Independente
21. À luz das Normas Brasileiras de Contabilidade, editadas pelo  Conselho Federal de Contabilidade, é correto afirmar que
A) a atividade da Auditoria Interna Contábil está estruturada em procedimentos, com enfoque técnico, objetivo, sistemático e disciplinado.
B) a Auditoria Externa tem por finalidade agregar valor ao resultado da organização, apresentando subsídios para o aperfeiçoamento dos processos, da gestão e dos controles internos.
C) a Auditoria Interna compreende os exames, análises, avaliações, levantamentos e comprovações, visando, prioritariamente, à descoberta de fraudes, com vistas a assistir os órgãos de controle da administração pública.
D) é dever da Auditoria, seja ela Interna ou Externa, apresentar recomendações de soluções para as conformidades contábeis apontadas nos relatórios.
 
Comentários:
 
Questão aborda diferenças entre auditoria interna e externa. Analisando cada alternativa:
 
A) a atividade da Auditoria Interna Contábil está estruturada em procedimentos, com enfoque técnico, objetivo, sistemático e disciplinado. Alternativa correta. Os enfoques dos procedimentos de auditoria interna, segundo a NBC TI 01. Veja:
12.1.1.4 – A atividade da Auditoria Interna está estruturada em procedimentos, com enfoque técnico, objetivo, sistemático e disciplinado, e tem por finalidade agregar valor ao resultado da organização, apresentando subsídios para o aperfeiçoamento dos processos, da gestão e dos controles internos, por meio da recomendação de soluções para as não-conformidades apontadas nos relatórios. [grifo nosso]
B) a Auditoria Externa tem por finalidade agregar valor ao resultado da organização, apresentando subsídios para o aperfeiçoamento dos processos, da gestão e dos controles internos. Alternativa errada. Essa é a finalidade/objetivo da Auditoria Interna. O objetivo precípuo da auditoria independente (externa), segundo a NBC TA 200(R1) é:
3. O objetivo da auditoria é aumentar o grau de confiança nas demonstrações contábeis por parte dos usuários. Isso é alcançado mediante a expressão de uma opinião pelo auditor sobre se as demonstrações contábeis foram elaboradas, em todos os aspectos relevantes, em conformidade com uma estrutura de relatório financeiro aplicável. No caso da maioria das estruturas conceituais para fins gerais, essa opinião expressa se as demonstrações contábeis estão apresentadas adequadamente, em todos os aspectos relevantes, em conformidade com a estrutura de relatório financeiro. [...] [grifo nosso]
Esse, certamente, é um dos dispositivos que mais aparece em provas. Segue mapa mental para ajudá-los na memorização.
C) a Auditoria Interna compreende os exames, análises, avaliações, levantamentos e comprovações, visando, prioritariamente, à descoberta de fraudes, com vistas a assistir os órgãos de controle da administração pública. Alternativa errada. A finalidade da Auditoria Interna, segundo a NBC TI 01:
12.1.1.4 – A atividade da Auditoria Interna está estruturada em procedimentos, com enfoque técnico, objetivo, sistemático e disciplinado, e tem por finalidade agregar valor ao resultado da organização, apresentando subsídios para o aperfeiçoamento dos processos, da gestão e dos controles internos, por meio da recomendação de soluções para as não-conformidades apontadas nos relatórios. [grifo nosso]
D) é dever da Auditoria, seja ela Interna ou Externa, apresentar recomendações de soluções para as conformidades contábeis apontadas nos relatórios. Alternativa errada. A auditoria interna é quem tem o dever de apresentar recomendações de soluções para as NÃO conformidades.
 
Assunto: Normas Técnicas do Auditor Interno (NBC TI 01 – ex NBC-T-12)
23. Sobre os papéis de trabalho da Auditoria Interna, é INCORRETO afirmar que
A) devem ter sua integridade verificada, pelos órgãos de controle, quando houver a necessidade de anexá-los ao balanço patrimonial e às demais demonstrações contábeis.
B) constituem documentos e registros dos fatos, informações e provas, obtidos no curso da Auditoria.
C) devem ter abrangência e grau de detalhes suficientes para propiciarem a compreensão do planejamento, da natureza, da oportunidade e da extensão dos procedimentos de Auditoria Interna aplicados.
D) têm por finalidade evidenciar os exames realizados e dar suporte à  opinião do auditor, críticas, sugestões e recomendações.
 
Comentários:
 
Questão aborda aspectos gerais de documentação de auditoria/papéis de trabalho do auditor interno, segundo a NBC TI. Veja:
12.1.2 – Papéis de Trabalho
 
12.1.2.1 – A Auditoria Interna deve ser documentada por meio de papéis de trabalho, elaborados em meio físico ou eletrônico, que devem ser organizados e arquivados de forma sistemática e racional.
 
12.1.2.2 – Os papéis de trabalho constituem documentos e registros dos fatos, informações e provas, obtido no curso da auditoria, a fim de evidenciar os exames realizados e dar suporte à sua opinião, críticas, sugestões e recomendações.
 
12.1.2.3 – Os papéis de trabalho devem ter abrangência e grau de detalhe suficientes para propiciarem a compreensão do planejamento, da natureza, da oportunidade e da extensão dos procedimentos de Auditoria Interna aplicados, bem como do julgamento exercido e do suporte das conclusões alcançadas.
 
12.1.2.4 – Análises, demonstrações ou quaisquer outros documentos devem ter sua integridade verificada sempre que forem anexados aos papéis de trabalho.[grifo nosso]
Analisando as alternativas, a única que está em desconformidade com a norma supracitada é A, uma vez que os papéis de trabalho são de propriedade do auditor interno e não devem ter devem ter sua integridade verificada, pelos órgãos de controle, na hipótese enumerada nessa alternativa.
 
Portanto, alternativa incorreta é A.
 
Assunto: Normas de execução da auditoria
24. As limitações de um trabalho de Auditoria NÃO decorrem da
A) natureza das informações contábeis.
B) capacidade de o auditor reduzir a zero o risco de auditoria.
C) natureza dos procedimentos de auditoria.
D) necessidade de a auditoria ser conduzida num período de tempo razoável.
 
Comentários:
 
Questão aborda situações que caracterizam limitação inerente da auditoria. Segundo a NBC TA 200(R1):
A47. O auditor não é obrigado e não pode reduzir o risco de auditoria a zero, e, portanto, não pode obter segurança absoluta de que as demonstrações contábeis estão livres de distorção relevante devido a fraude ou erro. Isso porque uma auditoria tem limitações inerentes, e, como resultado, a maior parte das evidências de auditoria que propiciam ao auditor obter suas conclusões e nas quais baseia a sua opinião são persuasivas ao invés de conclusivas. As limitações inerentes de uma auditoria originam-se da:
 
• natureza das informações contábeis;
 
• natureza dos procedimentos de auditoria; e
 
• necessidade de que a auditoria seja conduzida dentro de um período de tempo razoável e a um custo razoável. [grifo nosso]
Analisando as alternativas, concluímos que a única que não faz parte desse rol é a capacidade de o auditor reduzir a zero o risco de auditoria, pois sempre vai existir risco devido às limitações inerentes da auditoria.
 
Portanto, alternativa correta é B.
 
Assunto: Testes e procedimentos de auditoria
25. Considerando os testes de observância, assinale a afirmação FALSA.
A) Na sua aplicação, devem ser considerados os procedimentos de inspeção, observação, investigação e confirmação.
B) Permitem ao auditor interno obter subsídios para fundamentar suas conclusões e recomendações à administração da entidade.
C) Visam à obtenção de razoável segurança de que os controles internos estabelecidos pela administração estão em efetivo funcionamento.
D) Evidenciam, quanto à suficiência e exatidão, a validade dos dados produzidos pelos sistemas de informação da entidade.
 
Comentários:
 
Questão aborda um dos procedimentos de auditoria utilizados pelo auditor durante a realização de seus trabalhos – testes de observância.
A NBC TI 01 define testes de observância e testes substantivos:
12.2.3 – Procedimentos da Auditoria Interna
 
12.2.3.1 – Os procedimentos da Auditoria Interna constituem exames e investigações, incluindo testes de observância e testes substantivos, que permitem ao auditor interno obter subsídios suficientes para fundamentar suas conclusões e recomendações à administração da entidade.
 
12.2.3.2 – Os testes de observância visam à obtenção de razoável segurança de que os controles internos estabelecidos pela administração estão em efetivo funcionamento, inclusive quanto ao seu cumprimento pelos funcionários e administradores da entidade. Na sua aplicação, devem ser considerados os seguintes procedimentos:
 
a) inspeção – verificação de registros, documentos e ativos tangíveis;
 
b) observação – acompanhamento de processo ou procedimento quando de sua execução; e
 
c) investigação e confirmação – obtenção de informações perante pessoas físicas ou jurídicas conhecedoras das transações e das operações, dentro ou fora da entidade.
 
12.2.3.3 – Os testes substantivos visam à obtenção de evidência quanto à suficiência, exatidão e validade dos dados produzidos pelos sistemas de informação da entidade.[grifo nosso]
 
Atualmente esses testes têm novas designações. Segundo A NBC TA 330 (R1):
4.Para fins das normas de auditoria, os termos abaixo têm os seguintes significados:
 
(a) Procedimento substantivo é o procedimento de auditoria planejado para detectar distorções relevantes no nível de afirmações. Os procedimentos substantivos incluem:
 
(i) testes de detalhes (de classes de transações, de saldos de contas e de divulgações); e
 
(ii) procedimentos analíticos substantivos.
 
(b) Teste de controle é o procedimento de auditoria planejado para avaliar a efetividade operacional dos controles na prevenção ou detecção e correção de distorções relevantes no nível de afirmações.
Resumidamente:
  1. Testes de observância (atualmente Testes de controle) faz a verificação dos controles internos. É analisado se os procedimentos são executados corretamente (existência, efetividade e continuidade).
  2. Testes substantivos (atualmente Procedimentos analíticos substantivos) faz a verificação da informação propriamente dita, tais como: classes de transações, de saldos de contas e de divulgações.
Analisando as alternativas, concluímos que a única que está em desconformidade com a norma supracitada é “evidenciam, quanto à suficiência e exatidão, a validade dos dados produzidos pelos sistemas de informação da entidade”. Isso se refere aos testes substantivos. 
 
Portanto, alternativa falsa é D.
 
Assunto: Evidência de auditoria
26. A evidência de auditoria é necessária para
A) sustentar a opinião e o relatório do auditor.
B) dar legitimidade às demonstrações contábeis auditadas.
C) dar respaldo à continuidade da administração.
D) subsidiar o trabalho dos órgãos de controle.
 
Comentários:
 
Questão aborda a finalidade da evidência de auditoria, segundo a NBC TA 200 (R1). Veja:
13.   Para fins das NBCs TA, os seguintes termos possuem os significados atribuídos a seguir:
 
[...]
 
(b)Evidências de auditoria são as informações utilizadas pelo auditor para fundamentar suas conclusões em que se baseia a sua opinião. [grifo nosso]
 
[...]
Portanto, alternativa correta é A.
 
Quero ratificar o meu convite a vocês para conhecer meu material aqui no TEC. São Módulos de Auditoria e Questões das disciplinas comentadas por mim que podem ser acessadas no TEC. Esse material está adaptado às novas alterações das normas de auditoria e contempla mapas mentais, tabelas e esquemas para facilitar a memorização dos tópicos mais recorrentes em provas.
 
Firme nos estudos e até a próxima!
 
Grande abraço,
 
Tonyvan
Deixe seu comentário:
Ocorreu um erro na requisição, tente executar a operação novamente.