Atualidades – O Cespe em cima da notícia

por Leandro Signori em 15/01/2014
Olá galera do TEC,
 
Hoje trago duas questões de Atualidades do concurso da Fundação Universidade de Brasília (FUB). A prova foi aplicada no dia 13 de outubro.
 
Vejamos:
 
Em sessão realizada no início de outubro de 2013, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) indeferiu a proposta de criação do partido político Rede Sustentabilidade, capitaneada por Marina Silva. Com relação a esse assunto, julgue os itens subsecutivos.
 
49 - Se Marina Silva conseguisse se candidatar à Presidência da República nas eleições de 2014, seria a segunda vez que ela concorreria a esse cargo.
 
50 - O TSE reconheceu a autenticidade das 500 mil assinaturas de apoio de eleitores à proposta de criação do novo partido, mas informou que elas foram apresentadas fora do prazo legal e, por isso, rejeitou essa proposta.
 
E aí, viram como o Cespe está rápido no gatilho, em cima da notícia. Não perceberam? Explico.
 
Como disse a prova da FUB foi aplicada em 13 de outubro de 2013 e a sessão do TSE, que rejeitou a criação da Rede Sustentabilidade ocorreu em 03 de outubro de 2013. Ou seja, o Cespe incluiu na prova um fato que transcorreu pouquíssimos dias (dez) antes de aplicá-la aos candidatos.
 
Pessoal, além de estudar a teoria e procurar resolver questões recentes de Atualidades, mantenha-se sempre informado. Acompanhe diariamente as notícias. Para isto indico o clipping diário do Ministério do Planejamento - http://clippingmp.planejamento.gov.br/ e o Jornal das Dez da Globo News.
 
Bom, vamos comentar as questões:
 
49 – Certo. Seria a segunda vez que a ex-senadora Marina Silva concorreria ao cargo de Presidente da República. A primeira foi na eleição de 2010, quando terminou a disputa em terceiro lugar, atrás de Dilma Rousseff e José Serra.
 
50 – Errado. As assinaturas para a criação do partido foram apresentadas no prazo legal, para conferência e validação pelos cartórios eleitorais. A Rede Sustentabilidade informou ter encaminhado mais de 600 mil assinaturas aos cartórios. Porém, somente 442 mil foram validadas, 50 mil a menos do que os 492 mil exigidos pela legislação.  Diante desta situação, o TSE entendeu que a Rede Sustentabilidade não conseguiu obter o respaldo popular mínimo exigido em lei e rejeitou o pedido de criação do partido.
Com a negativa do TSE, Marina Silva filiou-se ao Partido Socialista Brasileiro (PSB) e anunciou apoio a candidatura de Eduardo Campos para Presidente da República, nas eleições de 2014.
 
Bons estudos!
 
Prof. Leandro Signori
 
 
 
 
Deixe seu comentário:
Ocorreu um erro na requisição, tente executar a operação novamente.