Atualidades - Crise de Refugiados

por Marina Soares em 26/09/2017
Passando para falar um pouco mais do "The Refugee Project" (http://www.therefugeeproject.org/)que é um projeto bastante interessante que nos permite mapear e explorar um pouco mais as migrações dos refugiados ao longo dos anos. Esse assunto é constante em concursos públicos, então vale a pena dar uma olhada nele e manter-se sempre informado!
 
Esse projeto é maravilhoso. Você pode consultar quais são os países que recebem mais refugiados e de quais países essas pessoas saem. Consultando o site, percebi que poucos brasileiros pedem asilo político em outros países, cerca de 800, se a gente compara com os mais de 200 milhões de habitantes, isso é muito pouco. Em seguida, pesquisei para onde esses brasileiros iam, Estados Unidos, Canadá e Itália. Sugestivo, não? O pedido de asilo político dos brasileiros não me parece que tenha muito a ver com perseguição religiosa, política, racial etc (condições para que possa ser considerado refugiado) e sim com o desejo desses brasileiros emigrarem para outros países ou quem sabe evitarem de serem punidos pela legislação brasileira. 

Outro fato interessante: o número de refugiados. Recebemos cerca de 10.000 refugiados. Muito pouco! Mas se a gente compara com outros países da América Latina, o nosso país é o que mais acolhe refugiados! E os sírios desde 2015 já estão no topo da lista de refugiados acolhidos no Brasil, seguido dos colombianos e congoleses. Mas ainda é muito pouco...

Refugiado não emigra por opção. Não se planejou, não teve tempo para arrumar sua vida antes de mudar de país. Muitas vezes estão ali em um cenário de guerra, e em meio ao desespero só querem sair dali o mais rápido possível. Triste ver que os países mais ricos e que deveriam (inclusive isso é regulado internacionalmente) acolher mais refugiados são aqueles que mais viram as costas para eles. Realizei outra pesquisa e percebi que os países que estão no topo da lista dos que mais acolhem refugiados são países pobres. Por exemplo, somente o Líbano recebeu mais de 1 milhão de refugiados sírios, enquanto o Reino Unido recebeu cerca de 8 mil (Líbano é cerca de 10x menor territorialmente e tem o PIB bem mais baixo). Isso acontece também porque essas pessoas não tem dinheiro para se locomover para a Europa e encontram em um país vizinho seu refúgio. Os sírios vão para a Jordânia e Líbano. Enquanto outros povos africanos vão para o Quênia, por exemplo.

Os países ricos não tratam esse assunto como prioridade e a realidade continua a mesma. Triste! Essa é uma crise global e eles continuam de olhos fechados para o problema...
 
Marina Soares
 
Professora de Atualidades e Língua Espanhola do TEC Concursos - Para contato direto com a professora do TEC, utilizar o email marinansoares@hotmail.com
Deixe seu comentário:
Ocorreu um erro na requisição, tente executar a operação novamente.