Alimentação para concursos públicos

por Marcus Aurélio em 30/03/2016

Alimentação para concursos públicos

 

A alimentação é muito importante! Se você não se alimentar bem a coisa pode ficar feia. Ninguém quer passar fome ou ficar que nem uma jiboia depois que devora um boi na hora da prova.

Vou trazer aqui uma lista de alimentos que podem auxiliar na retenção de memória, o que é fundamental para sua aprovação em concursos públicos:

 

Beterraba

Ajuda na Prevenção de Perda Memória e Demência: A Beterraba melhorar o fluxo de sangue no corpo, Os Nitratos da Beterraba são convertidos em nitritos. Estes nitritos ajudar na abertura dos vasos sanguíneos e aumenta o fluxo sanguíneo no cérebro. Portanto, As Beterrabas auxiliam e melhoram o fluxo de sangue nos lobos frontais do cérebro e interromper o processo de perda de memória e demência.


Benefícios do Inhame para Cérebro e Sistema Nervoso:
 
O potássio é tão abundante no inhame e muito importante na regulação da atividade muscular e nervosa. Tanto a frequência e o grau em que o nosso contrato músculos e os nervos se tornam excitáveis dependem fortemente da quantidade certa de potássio no corpo. Muitos dos nossos músculos e células nervosas se especializaram em canais de potássio em movimento dentro e fora da célula. Quando o movimento é bloqueado, ou quando o potássio tem falta de atividade de dieta, o músculo e os nervos podem ser comprometidos.

Pimenta
 

Um toque de pimenta na sua alimentação é o suficiente para aumentar sua atenção na véspera de uma prova ou exame importante. A vantagem é que o consumo de pimenta – de preferência as mais fortes – não resulta na ansiedade e na insônia que costumam acompanhar a ingestão de café.
Além disso, diferentes tipos de pimenta contêm altas concentrações de vitamina C, que são fundamentais para o funcionamento das células nervosas. Um estudo publicado recentemente no periódico Human and Clinical Nutrition ainda mostrou que o consumo de frutas ricas em vitamina C durante seis semanas é capaz de melhorar consideravelmente o humor das pessoas.

Semente de cânhamo


O segundo item da lista desenvolvida pela Discovery News é a semente de cânhamo, também conhecida por ser uma planta da família Cannabis. Embora o consumo da planta não ajude a memorizar informações antes de uma prova, por exemplo, as sementes de cânhamo podem ser ótimas aliadas do cérebro, pois são ricas em ácido alfa-linolênico (ALA).


Essa é uma substância importante na produção das membranas das células do cérebro, além de sua ação nas bainhas de mielina, o que acelera a transmissão de sinais e impulsos nervosos. Outros alimentos, como a chia, a linhaça e as nozes também são fontes de ALA.
 

Batata (inglesa)
 

De acordo com o Discovery News, o cérebro de um adulto consume aproximadamente 20% da energia obtida através da alimentação ao longo de um dia. Quando se trata das crianças, essa porcentagem é ainda maior! Por esse motivo, manter os níveis de glicose no sangue estáveis significa mandar energia constantemente para o cérebro.
Níveis saudáveis de glicose podem ajudar na formação da memória, é o que indica uma longa pesquisa publicada no Neuroscience & Biobehavioral Reviews. Por esse motivo, alimentos ricos em amidos – como batatas cozidas – são uma fonte lenta e estável de energia, já que os carboidratos que eles contêm são absorvidos pelo organismo mais lentamente do que os açúcares comuns.

Semente de abóbora

Já deu para perceber que alimentos pequenos, como as sementes, escondem uma série de nutrientes fundamentais para o seu cérebro, não é mesmo? Sendo assim, outra opção que pode ser incluída no seu cardápio são as sementes de abóbora.
O benefício dessas sementes está no ferro, que é uma substância importante para que ocorra o transporte adequado de oxigênio do sangue. Sem a presença do ferro no organismo, a oxigenação do cérebro fica comprometida, afetando também a produção de neurotransmissores.
Alguns dos sintomas da falta de ferro são irritabilidade, problemas de concentração e perda de memória. Um estudo publicado no World Journal of Biological Psychiatry no ano passado revelou que a deficiência de ferro no tálamo – uma importante região do cérebro – pode contribuir para o surgimento de déficit de atenção e hiperatividade.

 
Amêndoas
 
As amêndoas contém uma grande dose de vitamina E, substância fundamental para combater os efeitos do envelhecimento no cérebro. O nutriente também é importante para a cognição – processo mental que inclui a atenção, memória, aprendizado e outras funções cerebrais.
 
O periódico Neurorehabilitation and Neural Repair publicou os resultados de um experimento que mostrou que a vitamina E pode prevenir danos cerebrais e minimizar dificuldades no aprendizado depois de traumas sofridos no cérebro.
 
Sal iodado
 
Para potencializar os efeitos que você conferiu nos alimentos anteriores, que tal usar uma pitada de sal iodado para dar um sabor especial? Além de deixar suas sementes de abóbora e batatas cozidas ainda mais apetitosas, o sal trará benefícios para o seu cérebro.
Para prevenir uma série de doenças, boa parte do sal produzido atualmente no mundo contém iodo. A substância é importante para controlar a produção de hormônios na tireoide, já que a deficiência de iodo em adultos pode causar o surgimento de bócio, que é o aumento inadequado do volume da tireoide.
Pessoas que sofrem dessa doença podem apresentar problemas mentais e falhas no desenvolvimento físico. É sempre recomendável adicionar um pouco de sal iodado às suas preparações, tomando o devido cuidado para não exagerar.

 
Mirtilo
 
Essa super fruta é útil para nutrir todo o nosso organismo. Seus benefícios ajudam a evitar ou a retardar doenças degenerativas do cérebro, como é o caso do Alzheimer. Também é um potente antioxidante.
 
Frutos secos

Contribuem com diversos minerais e vitaminas, dentre eles, fósforo, magnésio, potássio, vitaminas do complexo B e vitamina E. Tais frutas são aliadas para manter uma boa saúde cardiovascular, o que se traduz na correta distribuição de sangue e oxigênio para todos os órgãos, sem deixar de mencionar, evidentemente, o cérebro.
 

Abacate
 

Possui propriedades antioxidantes que ajudam a prevenir o envelhecimento e deterioração precoce da nossa saúde. Além disso, contém ômega 3, ideal para proteger o cérebro do desgaste prematuro.
 

Tomates

O tomate contém uma substância chamada licopeno que, graças às suas propriedades antioxidantes, demonstrou ser útil para a prevenção de muitas doenças, dentre elas, vários tipos de câncer e o acidente vascular cerebral.
 
Sementes de chia
 
As sementes de chia favorecem o funcionamento dos neurônios e melhoram a atividade cerebral. É considerada a maior fonte de omega 3 que conseguimos na natureza. Previne o envelhecimento dos tecidos, mantendo suas funções intactas por mais tempo.
 
Azeite de oliva

Possui poderosos efeitos antioxidantes de proteção para os tecidos, evita o dano causado pelos denominados radicais livres, que causam diferentes doenças como é o caso do câncer.
 

Além disso, possui gorduras saudáveis que ajudam a proteger o coração, obtendo uma ótima circulação sanguínea e conseguindo nutrir todas as células do corpo para que possam funcionar corretamente. 
 

Peixes


Os peixes são uma fonte rica de fósforo. Este mineral ajuda a fortalecer o cérebro, especialmente, melhorando a memória.
Consumir peixes periodicamente, sobretudo, o peixe azul, por sua alta quantidade de omega 3, nos ajudará a proteger a saúde do nosso coração e também do cérebro.

 

Chá verde

Grande antioxidante, ajuda a prevenir as doenças do coração e as que afetam o cérebro. Além disso, ajuda a prevenir a memória, evita os danos causados com o passar do tempo, mantendo protegidas as nossas células.
 
Cacau
 
Consumido, é claro, com moderação, o cacau pode ajudar na boa saúde do cérebro, já que contém antioxidantes que evitam o envelhecimento prematuro do organismo e suas células, enquanto previne doenças do coração. Também é rico em magnésio, um mineral que ajuda na nutrição do nosso sistema nervoso.
 
Brócolis

O brócolis possui nutrientes que têm a capacidade de potencializar a memória e preservar a boa saúde do cérebro. Também possui propriedades que ajudam a proteger o coração.

Esses alimentos não são pilulas mágicas como no filme daquele ator Bradley Cooper “Sem limites”. É preciso ter uma alimentação balanceada (que inclua outros alimentos, é claro), que dê preferência a esses alimentos.

E no dia da prova, dependendo do horário (matutino ou vespertino), é preciso alimentar-se bem, não comendo pouco (para não passar fome) e nem muito (para que o seu metabolismo não foque na digestão e esqueça de resolver a prova).

Aqueles que estiverem fazendo dietas rigorosas eu aconselho a deixá-las de lado, pois o seu cérebro vai precisar de toda energia necessária para resolver as questões e se ele focar na sua fome você pode se dar mal na prova.

É claro que não é suficiente ficar só comendo esses alimentos todos os dias até o dia da prova! Isso vai fazer você ficar mais fitness! Tamém é preciso estudar, e muito! Fazer exercícios aqui no TEC Concursos! Ler bastante teoria e tudo o mais!

E não é só para concursos públicos! Esses alimentos evitam a demência e doenças mentais como o Mal de Alzheimer.

Eu falo por experiência própria: fui realizar a prova do Bacen em 2009 e comi muito antes da prova (o restaurante servia comida por pessoa a preço fixo). Resultado: passei a tarde digerindo todo aquele churrasco, maionese, arroz, etc... e mal consegui terminar a prova, pois a minha energia foi gasta digerindo a comida...


 

Fontes:

http://melhorcomsaude.com/10-super-alimentos-bons-cerebro/

http://www.megacurioso.com.br/neurociencia/37800-confira-6-alimentos-que-sao-capazes-de-turbinar-o-seu-cerebro.htm

http://www.saudedica.com.br/os-14-beneficios-da-beterraba-para-saude/

http://www.saudedica.com.br/os-6-beneficios-do-inhame-para-saude/

 
Deixe seu comentário:
Ocorreu um erro na requisição, tente executar a operação novamente.