Ocorreu um erro na requisição, tente executar a operação novamente.

Rodrigo Cotta Moreira, 27º - Auditor Fiscal da Receita Estadual (SEFAZ ES)

Já conhece a história de sucesso de Rodrigo Cotta Moreira? Veja mais depoimentos de alunos do TEC!

Olá, como vai? Meu nome é Rodrigo Cotta Moreira, sou natural de Senador Firmino, uma cidade bem pequena (e muito boa) no interior de Minas Gerais. Estudei a vida inteira em escola pública, aqui mesmo na minha cidade natal. Ao concluir o ensino médio, descobri a Engenharia de Minas, curso que estava em alta no ano de 2012. Em 2013 fui para Ouro Preto - MG, cidade onde passei os 5 anos seguintes até me formar em Engenharia de Minas na Escola de Minas da UFOP.
 

Já em 2018, após a conclusão do curso, voltei para Senador e aí encontrei um dilema: começar a trabalhar, continuar os estudos na área ou fazer outra graduação? Até esse momento concurso público não estava entre minhas opções. Ainda com a cabeça dividida, fiquei um tempinho me preparando (bem de leve e desmotivado) para tentar o mestrado. Na metade do ano um amigo contou que havia saído o edital do concurso de Escrivão da Polícia Civil aqui do Estado. Aí começou meu interesse por concursos, embora ainda não conhecesse os melhores métodos para encará-los. Comprei uma apostila, estudei aquele conteúdo e fui fazer a prova no final do ano. O resultado foi minha primeira reprovação. Apesar da reprovação foi um passo bem importante para que eu entrasse de fato nesse mundo.


No ano de 2019 comecei a pesquisar sobre as áreas, adquiri um bom curso online e foquei na Área Fiscal. Aqui entra o TEC na minha história, aliado inseparável até nos dias atuais. Embora com pouco tempo de estudo, decidi tentar a prova do ISS Muriaé, que aconteceu em novembro daquele ano. Como resultado tive minha segunda reprovação, também já esperada. Continuei estudando, sabia que o caminho não seria fácil...


Em março de 2020 fui fazer minha segunda prova na área, o ISS Contagem. Fiquei em 69º, fora das vagas, mas numa posição que me habilitou para a próxima etapa, a discursiva (que, devido à pandemia, até hoje não aconteceu). Em maio de 2021 tivemos a publicação do edital da SEFAZ ES, com provas ocorrendo no final de agosto. Fui fazer meu primeiro grande concurso na área que havia escolhido. Depois das reprovações (nenhuma que tenha me desmotivado), parece que a tão aguardada hora chegou. Hoje ocupo a 27ª colocação na lista provisória dos aprovados (ainda faltam os recursos da discursiva e as pontuações de títulos), dentro das vagas, e sinto-me extremamente feliz em ver que toda a luta está valendo a pena.


Durante todo esse tempo fui muito constante nos meus estudos. Tentava manter uma média diária entre 7 e 8h líquidas durante a semana, reservando alguns domingos para descanso. Comecei a utilizar o TEC em 2019, fiquei mais de um ano no Plano Padrão. Apesar de não possuir os melhores materiais teóricos na época, já tinha consciência da importância da resolução de questões. No final de 2020 migrei para o Plano Avançado (que ainda possuo assinatura) e comecei a utilizar outras funcionalidades que foram fundamentais no processo, como o material teórico e as questões inéditas. O TEC fez parte dos meus estudos todos os dias. Nesse período, resolvi mais de 60 mil questões. Mais importante que resolver essas questões foi resolvê-las em uma plataforma que une todas as qualidades que nós, concurseiros, necessitamos: bons professores, bons materiais teóricos, alunos que nos agregam conhecimento com excelentes discussões no fórum e, ainda por cima, constante busca por melhorias.


Se você está aqui na página já deve ser um usuário do TEC ou está pensando em se tornar. Está no caminho certo... Posso lhe dizer seguramente que o TEC foi uma das ferramentas mais importantes que utilizei nos últimos anos, fundamental para minha evolução. Continue na sua caminhada! Foco, determinação e constância.  

Deixe seu comentário: