Ocorreu um erro na requisição, tente executar a operação novamente.

Cesar Unamuno, 19º - Auditor Público Externo - Ciências Jurídicas e Sociais, Direito (TCE-RS)

Já conhece a história de sucesso de Cesar Unamuno? Veja mais depoimentos de alunos do TEC!

1) Quais são as suas aprovações?
 

  • TCE-RS (2018) cargo de auditor, classif. 19º
  • OAB (2018), aprovado.
  • TCE-SP (2017), cargo de agente de fiscalização, classificação. Regional: 9º
  • PRF (2013), cargo de Policial Rodoviário Federal, classificado dentro do número de vagas, mas excluído por falta de envio de exame médico.
  • POLÍCIA CIVIL SP (2013) - cargo de Perito Criminal, classificado.
  • SEFAZ-SP (2012), cargo de analista de planejamento, orçamento e finanças, classificação: 297º.
  • Departamento de Águas e Energia do Estado de São Paulo - DAEE (2006), cargo de engenheiro I, classificação 3º (nomeado)
  • TRT-24ª Região (2006), cargo de analista administrativo, classificação: 89º.
  • TRT-15ª Região (2004), cargo de técnico judiciário, classificação: 38º (nomeado).
  • Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do estado do Espírito Santo (2004), cargo: analista de meio ambiente - área de fiscalização, classificação: 4º (nomeado).
  • INFRAERO (2003), cargo: engenheiro químico júnior, classificação: 7º.

 

2) Qual sua formação e por que decidiu estudar para concursos? Fique à vontade para nos falar de sua história.

 

Eu me formei em engenharia química primeiramente, em 2003, mas, devido a várias tentativas frustradas de conseguir emprego na iniciativa privada, comecei a prestar concursos públicos. Tomei posse para o cargo de analista ambiental no Estado do Espirito Santo em 2005 e, em seguida, em 2007, no cargo de técnico judiciário do TRT15ª Região (ocasião em que iniciei meu curso de Direito) e, por fim, em 2021, no cargo de auditor público externo no TCE-RS.


3) Há quanto tempo estuda para concursos? Quantas horas por dia você estudava?


Eu iniciei meu estudos em 2005. Contudo, contabilizando-se apenas o tempo líquido de estudo, eu consideraria pouco mais de um ano. Já estudei em torno de 08 horas líquidas quando obtive minha primeira aprovação. Na minha última aprovação eu estudei cerca de 05 horas líquidas de segunda a sexta-feira, já que trabalhava e estudava, e por cerca de 08 horas líquidas aos sábados e domingos.


4) Qual a importância da resolução de questões na sua preparação? Como o Tec te ajudou nessa tarefa?


O aprendizado não se resume ao estudo da teoria, pois esta não testa seus conhecimentos à medida que lê. Ao se fazer questões, o seu conhecimento é colocado à prova e é nesse momento que se nota se de fato aprendeu a teoria. Ademais, ao fazer questões aprendemos como é o perfil de determinada banca examinadora. O Tec me proporcionou testar os conhecimentos e aprender com os erros à medida que eu realizava as inúmeras questões.


5) Recado aos demais concurseiros e considerações finais.


O que é bom dá trabalho, exige disciplina, dedicação e esforço. Se manter motivado e acreditar que um dia virá sua aprovação é o que te fará estudar muito e obter sucesso.

Deixe seu comentário: