Raciocínio Lógico – o que estudar para a Sefaz/PE

Por: Vítor Menezes

Caríssimos
 
Acabei de lançar o curso de raciocínio lógico para a Sefaz/PE (clique aqui).
 
Aproveitei e fiz uma análise do histórico da banca, com base nas questões comentadas aqui no Tec Concursos. O resultado está a seguir.

 
De imediato temos algumas conclusões:
  • análise combinatória: em caso de eventual falta de tempo, pode pular, pois quase não é cobrado. Digo isso considerando exclusivamente o edital de RLQ. O grande problema é que, dentro de estatística, análise combinatória é bastante importante então você meio que acabará não conseguindo escapar deste tópico
  • raciocínio sequencial tem ótima relação custo x benefício: não há teoria, e cai bastante
  • grandezas proporcionais e regra de 3 têm ótima relação custo x benefício. A teoria é curtinha e cai bastante
O tópico de lógica de proposições cai bastante, mas, em contrapartida, é o que tem a maior quantidade de teoria. Para que você tenha um direcionamento de quais subtópicos são mais importantes, explodi tal assunto da seguinte forma:
 
 
Considerando a relação custo x benefício (tamanho da matéria e quantidade de questões) sugiro, se for o caso, que vocês se concentrem em:
  • proposições e conectivos
  • equivalências lógicas
  • diagramas lógicos

 

Vítor Menezes

Sócio-fundador do Tec Concursos. Professor de matemática, matemática financeira, estatística e lógica. Engenheiro eletrônico pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica. Dá aulas em cursos preparatórios para concursos públicos desde 2005. Classificado e aprovado nos concursos de Analista do MPU/2004, Agente e Escrivão da PF/2004, Auditor Fiscal do ICMS/MG/2004, Auditor Fiscal do ICMS/SP 2013 (Agente Fiscal de Rendas), Auditor Federal de Controle Externo do TCU 2006. Exerceu os cargos de Auditor Federal de Controle Externo do Tribunal de Contas da União (período de 2006 a 2019) e Auditor Fiscal da Sefaz/MG (2005 a 2006). Contato: vitor@tecconcursos.com.br