Pré-edital versus pós-edital

Por: Vítor Menezes

Sempre que dou orientações relativas ao estudo para concursos públicos, costumo separar bem o contexto: pré-edital versus pós-edital. As dicas mudam drasticamente de um caso para o outro, e, infelizmente, é muito comum que as pessoas queiram inverter as coisas.
 
Em síntese, o pré-edital é o momento de você fazer um estudo com calma e qualidade, para formar uma boa base nas matérias. O pós-edital é o momento de jogar com o regulamento embaixo do braço, dado que não há mais tempo hábil para de fato aprender o conteúdo.
 
No vídeo abaixo detalho melhor tais aspectos.
 
 

Se você perdeu os demais vídeos da série, seguem links:
 
 

Vítor Menezes

Sócio-fundador do Tec Concursos. Professor de matemática, matemática financeira, estatística e lógica. Engenheiro eletrônico pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica. Dá aulas em cursos preparatórios para concursos públicos desde 2005. Classificado e aprovado nos concursos de Analista do MPU/2004, Agente e Escrivão da PF/2004, Auditor Fiscal do ICMS/MG/2004, Auditor Fiscal do ICMS/SP 2013 (Agente Fiscal de Rendas), Auditor Federal de Controle Externo do TCU 2006. Exerceu os cargos de Auditor Federal de Controle Externo do Tribunal de Contas da União (período de 2006 a 2019) e Auditor Fiscal da Sefaz/MG (2005 a 2006).