Ética: universalidade, uniformidade e imutabilidade

Por: Prof. Leonardo Dantas

Escultura “O Pensador”, do francês Auguste Rodin

Olá, pessoal!

Daremos continuidade à sequencia de posts, abordando a ética no serviço público para concursos públicos. Neste singelo artigo, refletiremos sobre a universalidade, uniformidade e imutabilidade, relacionadas à ética.

Explicamos no artigo anterior que a ética é uma área do conhecimento humano, sendo parte da filosofia. É teórica e filosófica, portanto.

Nesse sentido, é preciso ter em mente que os filósofos elaboraram (e continuam elaborando), ao longo da história, teorias sobre a ética, as mais variadas, a partir de suas próprias perspectivas. Você deve imaginar, por exemplo, que a ética, na visão do filósofo e teólogo Santo Agostinho, que era Bispo da Igreja Católica, seja bem diferente do pensamento de Friedrich Nietzsche, que se dizia ateu, não é mesmo?

De fato, pensar o certo e o errado, o justo e o injusto, o bom e o mau, etc., é complexo e subjetivo, com um alto grau de abstração, variando de um teórico para outro.

Assim, como se pode perceber…

a ética não é uniforme.

Porque não se resume a uma teoria única, mas diz respeito a várias correntes do pensamento filosófico. Portanto, não caia nessa pegadinha das questões de concurso, quando afirmam que a ética é uniforme, porque não é mesmo, ok?

E, pela mesma razão…

a ética não é imutável.

Porque a ética muda, sim. As teorias ético-filosóficas que se sucedem no tempo vão apresentando novidades, acréscimos, modificações… E, ainda, uma teoria pode até mesmo se conflitar com outras. Isso é natural em qualquer área do conhecimento humano.

Pronto. Você já entendeu que a ética não é unica (uniforme) e que ela muda, de uma teoria para outra, de um autor para outro. Dito isso, vamos agora refletir sobre a universalidade da ética.

De início, para fins de concursos públicos, podemos dizer que…

a ética é universal.

Dizer que a ética é universal, significa dizer que a ética é válida para todas as pessoas, de qualquer tempo e espaço. Ou, em outras palavras, quando um filósofo elabora uma teoria sobre a ética, o faz construindo idéias e argumentos racionais, na intensão de serem válidos para todas as pessoas, com um certo grau de cientificidade. Ou, ainda, que as teorias éticas têm, pelo menos, a “pretensão” de serem aplicadas universalmente.

Muitos dos pensamentos dos filósofos da antiguidade clássica (da Grécia Antiga, antes de Cristo), por exemplo, ainda são frequentemente evocados atualmente, o que exemplifica bem o que seja a universalidade da ética, de uma teoria elaborada com método e objeto próprios, que transpassa o tempo e o espaço.

A universalidade que caracteriza a ética, também é chamada de absolutismo. Ou seja, a ética é universal ou absoluta, porque é válida absolutamente, para todas a pessoas, independentemente do tempo e do espaço.

É importante dizer que as questões de concurso público também abordam essas características da universalidade, uniformidade e imutabilidade relacionadas à moral.

A esse respeito, no post anterior (Ética e Moral: fundamentos) estabelecemos várias diferenças entre ética e moral, explicando que a moral não é universal nem absoluta, porque é relativa a um determinado grupo social, localizado no espaço e definido no tempo.

Assim, as questões de concurso público às vezes afirmam, para tentar confundir o candidato, que a moral é universal, o que está errado!

Ainda sobre a moral, temos que, assim como a ética, a moral também não é imutável nem uniforme, porque a moral sofre diferentes influências da cultura e dos costumes locais, presentes nas mais variadas sociedades, e nas diferentes épocas. Recomendo a leitura do referido artigo.

Agora, para finalizar, apresentaremos algumas questões de concurso público sobre o que tratamos nesse post.

Qualquer dúvida, seja com o gabarito ou com algum assunto aqui abordado, pode registrar nos comentários, que, em algum momento, responderei.

01- (Quadrix/2019) A ética de cunho filosófico é tida como universal.
[Certo ou Errado].

02- (Quadrix/2019) A moral é vista como universal, sem ser tida como individual.
[Certo ou Errado].

03- (Quadrix/2019) A moral, relativa e transitória, é o objeto da ética, que, por consequência, também revelar‐se‐á mutante e temporal.
[Certo ou Errado].

04- (Quadrix/2019) A moral não é algo estanque ou imutável; ao contrário, se revela dinâmica, orientada que é por fatores sociais e históricos, sendo, pois, relativa.
[Certo ou Errado].

05- (Quadrix/2019) A moral é influenciada por fatores sociais e históricos, não sendo admitidas diferenças entre os conceitos morais de um grupo para com outro, já que a moral é universal e absoluta.
[Certo ou Errado].

Gabarito:
01- Certo.
02- Errado.
03- Certo.
04- Certo.
05- Errado.

Sigam-me no Instagram (@prof.leonardodantas).

Bons estudos e não desista!

Prof. Leonardo Dantas

Professor do Tec Concursos e em cursos preparatórios para concursos públicos, presenciais e à distância, onde leciona disciplinas de Ética, Direitos Humanos, Legislação da Saúde, da Educação, entre outras. É graduado em Direito, com mestrado em Direitos Humanos, Cidadania e Políticas Públicas, ambos pela UFPB. É também servidor público federal e advogado.