É caso de crase? Aprenda sem crise! (parte 2)

Por: Denise Carneiro (tia Deny)

Olá, concurseiros! Tudo bem?  Conversamos um pouco sobre a crase no encontro passado e hoje abordaremos mais alguns pontos sobre este tema tão importante, vamos lá?
Crase Diante de Pronomes Relativos:
A crase ocorrerá apenas quando for utilizado o pronome “a qual”/ “as quais” e o verbo exigir a preposição “a” em sua regência, vejamos:
Exemplo: As roupas às quais me refiro estão na varanda.
O verbo “referir-se” rege a preposição “a” (referir-se a algo, a alguém), assim temos a contração da partícula “a” que compõe o pronome relativo “as quais” com a preposição “a” exigida pelo verbo.
Exemplo: Esta é a lei à qual todos devem obedecer.
O verbo “obedecer” rege a preposição “a” (obedecer a alguém), assim temos a contração desta preposição exigida pelo verbo com o a partícula “a” que integra o pronome relativo “a qual”.
Atenção! Não devemos, em regra, empregar o sinal indicativo de crase antes dos pronomes relativos: que, quem, cujo(s), cuja(s)!
Exemplo: Este é o filme a que me referi ontem.
O verbo “referirse“, como já vimos, pede a preposição “a”, entretanto o pronome relativo “que” não admite o artigo “a”, assim, como não ocorre a contração “a+a”, não devemos utilizar o acento grave. O mesmo acontece com os pronomes: quem, cujo(s), cuja(s).
Crase Diante dos Pronomes Demonstrativos: aquele, aquela, aquilo:
Como já explicamos, para que a crase ocorra deve haver a contração “a+a”. Neste caso, teremos a partícula “a” que integra os pronomes demonstrativos (aquele, aquela, aquilo) em contração com a preposição “a” exigida pelo verbo, vejamos:
Exemplo: Refiro-me àquela menina.
O verbo “referirse” exige a preposição “a”, o pronome “aquela” é inciado por “a”, assim ocorre a contração “a + a” = crase. Vamos ver outro exemplo?
Exemplo: Diga àquele moço que não venha hoje.
O verbo “dizer“, no contexto, é transitivo direto e indireto, assim “que não venha hoje” é objeto direto (sem preposição) e “aquele moço” é objeto indireto (deve ser preposicionado). Como o verbo rege a preposição “a” (dizer algo a alguém), temos a contração dessa preposição com o “a” que inicia o pronome “aquele” (“a+a”), ocorrendo a crase.
Entenderam tudo, meus queridos? Então, continuem estudando e e resolvendo questões no site Tec Concursos para fixar a matéria, com certeza a aprovação virá e todo esforço será recompensado. Clique aqui para resolver uma lista de exercícios sobre crase comentados por professores do site do Tec Concursos.
Em breve voltaremos com mais dicas!
Abraços e fiquem com Deus.

Denise Carneiro (tia Deny)

Servidora Pública Federal desde 2009 (Técnica da Receita Federal), professora de Língua Portuguesa desde 2013, autora do livro Completaço CESPE (Editora Saraiva) e comentarista de mais de 14 mil questões até o momento (e seguindo). Conhecida carinhosamente como tia Deny, tenho encurtando o caminho de milhares de sobrinhos rumo à aprovação.