Dica da Semana #1 – Funções do SE

Por: José Maria C Torres

Fique atento!
 
Não podemos confundir o 2º caso de indeterminação com as construções em voz passiva sintética. Nestas, os verbos possuem complemento direto (verbo transitivo direto ou transitivo direto e indireto).
 
Exemplos:
 
Discutiu-se o fato
> verbo “discutir” é transitivo direto > voz passiva sintética > sujeito paciente: “o fato” > “se” partícula apassivadora > equivale à construção “Foi discutido o fato”.
 
 
Desconfiou-se do fato
> verbo “desconfiar” é transitivo indireto > sujeito indeterminado (2º caso) > “se” índice de indeterminação.
 
 
Observe o que ocorre quando se emprega o plural “fatos”:
 
Discutiram-se os fatos.
> verbo concorda com o sujeito paciente “os fatos” (Foram discutidos os fatos.)
 
Desconfiou-se dos fatos.
> verbo permanece invariável, fixado na 3ª pessoa do singular

 
 

José Maria C Torres

Português Engenheiro Eletrônico graduado pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA/SP) em 2004. Professor de Língua Portuguesa (Gramática, Interpretação e Redação) desde 2000. Lecionou em importantes cursos pré-vestibulares (Anglo, COC e Ari de Sá). É autor de material didático para ENEM e Concursos Públicos. Atuou como Consultor de Língua Portuguesa na CNI (Confederação Nacional da Indústria) no Projeto Educação Livre; Atua como Consultor Educacional na Faculdade Ari de Sá (FAS), em Fortaleza, Ceará, e como Consultor em Ensino Superior e EAD no Instituto de Tecnologia Vale do Acaraú (IVA), em Sobral, Ceará. Prepara alunos para ENEM, escolas militares e concursos públicos (TRT, TRF, IRBr, Receita Federal, etc). É autor do site www.profjosemaria.com.br.