As novas tecnologias de comunicação sem fio: Wi-Fi 6 e Rede 5G

Por: Maurício Bueno

(Roteador Asus ROG Rapture GT-AX1100, destinado ao Wi-Fi 6)

Wi-Fi 6

Wi-Fi é a sigla para Wireless Fidelity, nome de uma tecnologia que permite a comunicação em entre dispositivos eletrônicos através de rádio, sem a necessidade de utilização de cabos. Wi-Fi 6 é o nome da próxima geração desta tecnologia, homologada em 2019 pela Wi-Fi Alliance, com uma velocidade bem maior do que a tecnologia atual, chamada Wi-Fi 5 (ou tecnicamente 802.11ac). Ocorre que com o rápido avanço tecnológico, observamos uma queda no preço de equipamentos, uma quantidade cada vez maior de pessoas utilizando principalmente smartphones em redes sem fio, além de computadores e outros equipamentos. Quanto maior a quantidade de equipamentos compartilhando uma rede, menor a velocidade obtida por cada um destes dispositivos.

A tecnologia Wi-Fi 6 (que tecnicamente é chamada de 802.11 ax) surge com a proposta de atender uma maior quantidade de equipamentos em uma mesma rede, sem diminuição de desempenho, ou seja, mantendo uma boa velocidade para cada usuário já que, segundo alguns fabricantes, como a Huawei, o Wi-Fi 6 pode oferecer velocidade de até 9,6 Gbps (muito superior, portanto, aos 3,5 Gbps do Wi-Fi 5, e muito importante guardar para a hora da prova). Como as bancas gostam de lembrar em algumas questões as vantagens das novas tecnologias, é bom saber que a alta velocidade desta tecnologia permitirá um alto desempenho para aplicações avançadas, como vídeos 4K e 8K, realidade virtual, realidade aumentada, redes que operam exclusivamente com a tecnologia sem fio e Internet das coisas (IoT) e conexões entre equipamentos que troquem grandes quantidades de dados, como equipamentos médicos ou de videoconferência.

Falando nisto, a nova tecnologia também promete um gerenciamento mais eficiente, já que poderá permitir uma quantidade maior de conexões (opa, olha aí, o padrão wi-fi 6 permitirá mais conexões que seu antecessor, viu dona “Cebraspe”?).

A segurança também estará reforçada, com o uso do protocolo WPA3, que tornará bem mais difícil a invasão de roteadores (não esqueça esse protocolo de segurança, essa é uma informação que as bancas adoram cobrar!)

Apesar das vantagens mencionadas acima, é necessário ter um roteador compatível para usufruir da Wi-Fi 6 (olha aí outra informação boa para as bancas!), com valores altos, algo em torno de R$ 1000,00, já que a oferta de equipamentos compatíveis com esta tecnologia ainda é baixa, com poucos access points para aqueles que gostam de testar logo as novas tecnologias e uma informação importante é que o padrão é compatível com versões anteriores (opa, mais uma informação para não esquecer na sua prova…). A Anatel já aprovou a revisão do Regulamento sobre Equipamentos de Radiocomunicação de Radiação Restrita para incluir a possibilidade de uso de faixas de frequência 5.925 GHz a 7.125 GHz (frequência de operação? Bom saber, tem banca que pergunta isto!) destinadas aos equipamentos WiFi 6.

Para quem vai fazer concurso, é bom lembrar que as novas nomenclaturas oficiais do Wi-Fi são:

  • Wi-Fi 1 (802.11b)
  • Wi-Fi 2 (802.11a)
  • Wi-Fi 3 (802.11g)
  • Wi-Fi 4 (802.11n)
  • Wi-Fi 5 (802.11ac)
  • Wi-Fi 6 (802.11ax)

Rede 5G

5G é a quinta geração das redes móveis, correspondendo a uma importante evolução com relação à atual 4G, visando aperfeiçoar a qualidade do serviço, através de um melhor aproveitamento do espectro de rádio. Um dos objetivos é suportar o volume cada vez maior de dados enviados por uma enorme quantidade de aparelhos sem fio existentes em todo o mundo (o que aumentou ainda mais em virtude da pandemia do novo coronavírus), além de aumentar a velocidade no tráfego de dados de 33 Mbps do 4G para até 20 Gbps (atenção pois esta é uma previsão, mas importante para entender as vantagens da tecnologia). Pretende, também, aumentar a área de cobertura e permitir um número bem maior de conexões simultâneas (antenas serão menores e próximas à superfície, propagando ondas entre uma quantidade maior de transmissores e receptores). Algumas informações importantes sobre esta tecnologia, para a resolução de questões de concurso são as seguintes:

  • será possível conectar até 100 vezes mais aparelhos do que o 4G;
  • a bateria deve durar muito mais do que nos aparelhos compatíveis com 4G, o que permitirá redução de custos (a tecnologia 5G permite economizar até 90% de energia em comparação ao 4G);
  • as frequências usadas pelo 5G são mais altas, localizadas entre 3,5 GHz e 26GHz;
  • diminuição da latência, que é o tempo de resposta que um aparelho gasta entre receber o sinal e acioná-lo;
  • Recursos de nuvem, streaming de música e vídeo, realidade virtual terão enormes benefícios.

Não podemos deixar de mencionar a importância do 5G na Internet das Coisas (IoT) já que, como a redução da latência (característica marcante da tecnologia, importante para provas), muito mais dispositivos poderão ser conectados. Quando pesquisamos o 5G, sempre encontramos menções aos carros conectados, considerados autônomos, e também aos drones, que poderão conectar-se uns com os outros, e atuar em incêndios, resgates, etc.

Para quem vai fazer concurso, é bom lembrar a evolução das tecnologias de dados sem fio:

  • 1G: sinal de telefonia analógico, sistema AMPS (Advanced Mobile Phone System);
  • 2G: sinal digital, sistema GSM (Global System for Mobile Communications), habilitando o serviço de SMS (Short Message Service);
  • 3G: lançamento de smartphones com recursos de multimídia (vídeo, áudio, dados de forma digital), videoconferências, acesso a serviços de Internet, download de vídeos, jogos interativos e VoIP;
  • 4G: melhor desempenho do que os serviços disponibilizados na geração anterior;
  • 5G: em implantação conforme vimos acima, e com muitas vantagens sobre as gerações anteriores.

Como vimos, o padrão Wi-Fi 6 tem várias características em comum como a tecnologia 5G, principalmente no que concerne ao desempenho.

Como qualquer nova tecnologia, os valores de lançamento serão relativamente altos, mas diminuirão gradativamente com a atuação de várias empresas no mercado. Por enquanto, o 5G está disponível em alguns países e a previsão é que esteja totalmente disponível em 2022.

Maurício Bueno

Graduado em Programação de Computadores pelo IBPI (Instituto Brasileiro de Pesquisa em Informática) em 1984 e em Análise de Sistemas pela EDF consultoria e Fundação Escola do Serviço Público (FESP/RJ - 1986), Professor de Informática da Diretoria de Saúde da Marinha (DSM-RJ) / Diretoria de Finanças da Marinha (DFM - RJ) e Diretoria de Informática do III COMAR-RJ (Comando Aéreo da Aeronáutica). Professor de Informática há mais de 37 anos, autor dos livros Informática Fácil para Concursos (Editora Brasport), Questões Comentadas de Informática da Fundação Carlos Chagas (FCC, Editora Ferreira), Questões comentadas da Cesgranrio (editora Método), Simulados comentados de Informática (editora Litera) e Apostilas para Concursos da editora Ferreira (PRF, PF, Auditor Fiscal do Trabalho, Caixa Econômica, INSS e TJ, entre outras). Lecionou no curso Espaço Jurídico, LFG Curso Regular área Fiscal (AFRF e ICMS), Turma de resolução de exercícios de provas para área Fiscal (AFRF e ICMS), Turmas de simulados área Fiscal (AFRF e ICMS), Turmas área Fiscal Unilearn, Turmas área Fiscal curso Aprovação, Turmas de nível médio e superior no Canal dos Concursos, CEJ (Centro de Estudos Jurídicos), Fórum, Radix, Academia do Concurso Público (RJ) e Projeto EAD da Academia do Concursos, em turmas (teóricas e de exercícios) regulares para diversos concursos de nível médio e superior.