Conheça 3 modelos de resumo validados para estudar

Por: Bruna

3 modelos de resumo validados para estudar para concurso

Se estudar já faz parte da sua rotina, você deve saber a importância dos resumos para seu processo de aprendizagem. Afinal, eles são uma ferramenta essencial para a recapitulação de conteúdo e memorização. Pensando nisso, neste artigo, vou falar sobre alguns modelos de resumo para estudar e ter bons resultados, claro.

Vale lembrar que nem todos os métodos funcionam da mesma maneira para todas as pessoas. Por isso, teste os formatos e adote aquele que se adapta melhor à sua rotina, combinado? Testar é sempre uma boa opção.

Como utilizar os modelos de resumo para estudar?

Antes de conhecer os modelos de resumo apresentados neste conteúdo, é preciso saber como fazer um bom material. Afinal, seu objetivo é que ele seja um apoio para a memorização e aprendizado de um assunto, não é mesmo?

Porém, muitos estudantes ainda utilizam essa ferramenta como uma espécie de cópia reduzida (ou nem tanto) do que foi estudado, ou seja, fazem resumos muitos extensos e com excesso de informação sobre o tema.

O ponto mais importante neste assunto não é nem como fazer um bom resumo, pois isso é consequência do entendimento do principal motivo que nos leva a resumir um conteúdo.

Veja bem, se tudo já está anotado, por que seu cérebro buscaria nos recantos da sua memória dados que ele pode acessar facilmente no papel, editor de texto ou afins?

Lembre-se, a sua mente sempre vai preferir economizar energia, é biológico! Por que não facilitar sua própria vida, reduzir a carga mental e abrir espaço para o que realmente importa?

Considerando isso, ao fazer seu resumo, lembre-se das seguintes orientações:

  • antes de elaborá-lo, entenda e aprenda o assunto. Assim, vai absorver os pontos essenciais;
  • grife ou anote os conceitos mais relevantes e utilize palavras-chaves;
  • organize essas ideias registradas em um resumo final. Uma dica para hierarquizar os conceitos é imaginar como você explicaria o assunto à outra pessoa.

Principais formatos de resumo para estudar

Agora que já sabe como fazer um resumo otimizado, ou pelo menos uma base para isso, vamos falar sobre alguns formatos que você pode adotar para estudar de forma ativa, exercitar a memória e aprender muito mais. Vamos lá?

Resumo tradicional

Um dos primeiros formatos que aprendemos, o resumo tradicional, consiste, geralmente, em anotações da matéria em texto corrido. De modo geral, são escolhidos para compor o resumo: trechos relevantes, datas, fórmulas, nomes, exemplos, etc.

Se esse modelo funciona para você, não há nenhum problema em manter o sistema. Você só precisa tomar cuidado com a extensão do resumo. E é aí que mora o perigo! Muitos estudantes têm dificuldade em analisar o que de fato é relevante anotar.

Quem nunca grifou quase a página inteira de um livro que atire a primeira pedra!

Uma forma de contornar a falta de objetividade é fazer anotações em bulletpoints ou até mesmo esquemas de concatenação de ideias.

Método Cornell

Esse método não é tão popular no Brasil, mas é muito utilizado por estudantes de outros países. É um modelo de ficha, dividido em três partes, onde cada uma delas deve conter:

  1. ideias principais sobre um assunto;
  2. anotações gerais relacionadas (de maneira sucinta);
  3. perguntas e dúvidas, ou referências (capítulo em que leu o assunto, páginas, etc.).

Você pode fazer várias fichas, organizá-las por matéria e até mesmo encadernar para melhor organização.

O sistema de anotações Cornell foi criado pelo Dr. Walter Pauk, professor de educação da Cornell University e pode ser um ótimo aliado no estudo de qualquer disciplina.

Flashcards ou cartões de perguntas

Entre os modelos de resumo para estudar, esse é o que mais se assemelha a um jogo. Isso porque, para entender um tema, você deverá criar um esquema de perguntas e respostas que precisam ser anotados na frente e verso do card, respectivamente.

Assim, ao revisar, você lê a pergunta e tenta lembrar da solução sem olhar o verso. A ideia é que você revise com maior frequência os cartões que tiver mais dificuldade e, aos poucos, trabalhe a sua memória para lembrá-los.

Esses foram apenas três, dos diversos modelos de resumo para estudar existentes, mas que são um excelente ponto de partida. Outra maneira de revisão, mas que não se limita a isso, é a resolução de questões. No entanto, o método é tão relevante que merece um conteúdo exclusivo para ele.

Quer saber mais? Descubra como estudar com provas anteriores pode acelerar os seus resultados nos estudos em tempo recorde!

Bruna

Formação em marketing e sólida experiência em estratégias de conteúdo focadas em educação e desenvolvimento de carreira. Exerceu atividades de natureza técnico-administrativa como servidora pública no Governo do Estado de São Paulo e na Prefeitura de São Paulo entre os anos de 2008 e 2011. Dedica-se, atualmente, ao marketing e à literatura.